Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito Consultoria Boas Praticas EMpretec

Loading SEBRAE

Notícias

Vale do Paranhana mobilizado para a Copa do Mundo de 2014

20/06/12

Da Redação

COMPARTILHE

Sebrae/RS realizou seminário na região com o objetivo de chamar a atenção dos empreendedores quanto às oportunidades que surgirão

Da Redação

(Renan Arnold) Vitor Koch abriu o evento sobre as oportunidade da Copa em IgrejinhaIgrejinha – As oportunidade de negócios que virão junto com a Copa do Mundo de 2014 foram discutidas nessa terça-feira, 19 de junho, pelos empreendedores do Vale do Paranhana. O evento, que faz parte do programa Sebrae 2014, reuniu mais de 100 pessoas entre proprietários de estabelecimentos comerciais e lideranças políticas locais, na Ecoland, em Igrejinha. O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/RS, Vitor Augusto Koch, e o superintendente do Sebae/RS, Léo Hainzenreder, também acompanharam o seminário.

Em sua fala, o presidente Koch destacou o trabalho que o Sebrae/RS vem realizando com o objetivo de preparar as micro e pequenas empresas para as oportunidades que a Copa do Mundo proporcionará. “Já realizamos dois encontros em Porto Alegre, um em Caxias do Sul e agora nos reunimos no Vale do Paranhana, uma região que tem todas as condições de usufruir do número elevado de turistas que estarão no Estado em função do evento esportivo”, ressaltou. Para o dirigente, a implementação de ações simples e factíveis podem fazer toda a diferença na empresa e o Sebrae/RS está à disposição para melhorar a gestão e ajudar o empreendedor a perceber as oportunidades. “A Copa do Mundo é uma delas”, ressaltou.

A bióloga e consultora do Sebrae/RS, Roséli Azi Nascimento, palestrante do encontro, apresentou o Diagnóstico do Ambiente Turístico, realizado junto a 17 micro e pequenas empresas do Vale do Paranhana, com o objetivo de verificar o que precisa ser realizado para transformar a região em destino turístico e não apenas passagem para aqueles que se deslocam a Gramado e Canela. Dentre as verificações, está a constatação de que o Vale do Paranhana é a soma de atrativos naturais, culturais, serviços adequados e produtos a serem consumidos. Porém, destaca a consultora, “a região tem que investir e trabalhar unida para se tornar mais atrativa ao turista”.

Algumas melhorias também foram sugeridas por Roséli como, por exemplo, identidade visual das empresas, layout interno e externo das lojas, confecção de materiais de divulgação individuais e coletivos, bem como ações comerciais em conjunto, divulgação da região e seus produtos e serviços em sites e redes sociais, posicionamento no mercado turístico e a realização de rodadas de negócios. “É necessário que se crie um vínculo entre os atrativos naturais presentes na região e os estabelecimentos comerciais para que o Vale do Paranhana passe a ser percebido como um destino turístico e, dessa forma, aproveite o movimento de turistas que estarão no Estado graças a Copa do Mundo”, acrescenta. A consultora aponta, ainda, a necessidade de identificação da região. “Alguém sabe onde começa e termina o Vale do Paranhana?”, desafiou a consultora.

Um legado para o Brasil e Porto Alegre

Os cinco jogos do maior evento esportivo do mundo que serão realizados em Porto Alegre trarão ao Rio Grande do Sul entre 10 e 12 seleções diferentes durante 18 dias em 2014. Este cenário traz a possibilidade de várias cidades gaúchas receberem as delegações, que são obrigadas a chegar ao local do jogo apenas com dois dias de antecedência. “Não é a Fifa que escolhe os municípios que acolherão as seleções, é o próprio país escalado para jogar em Porto Alegre. É o momento da região se preparar, vender e saber convencer de que o Vale do Paranhana é melhor local para se ficar hospedado”, sugeriu o ex-secretário da Secretaria Extraordinária para a Copa do Mundo de 2014, João Bosco Vaz.

Bosco Vaz também destacou o legado que a Copa de Mundo de 2014 deixará para Porto Alegre. Segundo ele, deste ano, até a realização do evento, haverá um incremento de R$ 140 bilhões na economia brasileira. Só o Governo Federal investirá R$ 30 bilhões em obras de mobilidade urbana e reformas de aeroportos e portos. “A capital gaúcha conseguiu, junto à Caixa Econômica Federal, R$ 560 milhões para a realização de dez obras de mobilidade urbana. A Avenida Beira Rio é uma delas e, até o final do ano, estará totalmente duplicada, com seis pistas”, disse.

Outra obra importante para a cidade é a duplicação da Avenida Tronco. “São necessidades que estão no plano diretor da cidade desde 1959 e que só agora, em função da Copa do Mundo, sairão do papel”. Dentre os setores que mais se beneficiarão com o evento destaque para Construção Civil, Turismo, Hotelaria, Tecnologia da Informação e Moveleiro. “O Brasil irá precisar até a Copa de 8 milhões de profissionais qualificados nos mais diversos segmentos”, revela. Para João Bosco Vaz, o maior legado para o Brasil e Porto Alegre é a qualificação profissional das pessoas”, ressalta.

O Sebrae/RS realiza, no dia 10 de julho, mais um seminário do Programa Sebrae 2014, com foco nas oportunidades que o evento proporcionará às micro e pequenas empresas. O encontro será em Lajeado.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

22 de Novembro de 2017

Marcio Fernandes fala para empreendedores em Porto Alegre

SAIBA MAIS

 

22 de Novembro de 2017

Micro e pequenas empresas gaúchas já podem baixar a nova versão do aplicativo do Simples Nacional

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/11/2017 15:42

SEBRAE promove rodada de negócios em Passo Fundo

Sebrae RS Podcast 17/11/2017 18:31

Sebrae promove seminário sobre gestão de pessoas nos negócios