Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Startup

Finanças

Startups de fintech: alavanca para a inovação

13/11/17
Debora Chagas

Debora Chagas

Coordenadora Estadual da Startups e Economia Digital do SEBRAE RS

COMPARTILHE
“Há benefício tanto para empresas inovadoras quanto para aquelas que se adaptam à tecnologia.”

A aliança entre finanças e tecnologia faz das Fintechs empresas que criam produtos e serviços inovadores. Nas palavras de Rodrigo Soeiro Ubaldo, presidente da Associação Brasileira de Fintechs (ABF), hoje, elas ajudam a viabilizar e impulsionar novas propostas de startups que têm mudado o mundo financeiro, validando negócios para acelerar a inovação.

De acordo com Ubaldo, para ser uma startup de fintech, a solução da área de serviços financeiros deve ser tecnológica, possuir a possibilidade de crescer expressivamente, ter uma ideia inovadora ou similar a um produto já existente e ser rentável, isto é, que tenha uma contrapartida financeira. Assim, as inovações podem atuar em duas frentes. Uma delas é baseada no confronto, na criação de uma empresa que atue como concorrente de outras instituições do mercado tradicional. A outra forma, entretanto, é complementar: consiste em oferecer soluções tecnológicas para instituições já existentes. “Acreditamos que os dois modelos mudam a dinâmica do mercado financeiro”, afirma Rodrigo.

O presidente da ABF explica que, se uma instituição tradicional inovar com uma fintech e atingir o consumidor final, o mercado irá mudar. “Ao mesmo tempo, aquela fintech que tem postura de confronto também impacta, beneficiando diretamente o consumidor e, consequentemente, gerando um movimento dos concorrentes”, explica Ubaldo. Quando uma empresa mexe com o seu oponente, isto é, ganha destaque no mundo de negócios em que estão inseridos, todos buscam por mudanças, seja por cópias ou soluções para competir.

As startups de fintech têm causado uma diferença no mercado Ubaldo esclarece que há uma variação pelas instituições que já existem, pois percebem que precisam se atualizar. E em relação ao momento que o Brasil se encontra, há benefício tanto para empresas inovadoras quanto para aquelas que se adaptam à tecnologia. “Na crise, se você partir para essas soluções, o benefício é claro.  O consumidor final é quem ganha.”

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 24/04/2018 14:54

Sebrae leva MPEs para maior feira médica da América Latina

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde