Loading SEBRAE

Mais buscados: sei Credito Consultoria BOAS PRATICAS Empretec

Loading SEBRAE

Saúde

Por que exportar?

Indústria nacional precisa entender as vantagens da exportação

02/10/17
Clara Porto

Clara Porto

Gerente de projetos e marketing internacional da ABIMO

COMPARTILHE
A dependência do mercado interno é um fator limitador e quando a marca opta por investir em novos mercados, torna-se muito mais saudável e sustentável

É natural que o empresariado tenha receio ao iniciar um processo de internacionalização da sua produção. Principalmente em se tratando do Brasil, um país que ainda não abraçou, de vez, a cultura exportadora. Para mudar esse cenário, o projeto setorial Brazilian Health Devices, parceria entre a ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios) e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), aposta no diálogo sobre as inúmeras vantagens competitivas da comercialização além das nossas fronteiras.

Para a indústria brasileira, se recuperando de uma instabilidade político-econômica que acende um sinal alerta, a exportação garante uma vertente de crescimento. Além de aumentar o volume de vendas e o fluxo de capital, proporciona muitos outros ganhos como, por exemplo, o aumento do market share. A dependência do mercado interno é um fator limitador e quando a marca opta por investir em novos mercados, torna-se muito mais saudável e sustentável. Ao aumentar sua base de clientes, a empresa passa a correr menos riscos.

Igualmente importante está o aumento do valor de marca. Ao exportar, a imagem da empresa ganha superioridade, tornando-se, inclusive, referência para a concorrência. Ao mesmo tempo em que a marca se destaca, seus produtos também acompanham esse ritmo ganhando em qualidade. Com as demandas do mercado externo exigindo adequação total às particularidades de cada público, a indústria brasileira que aposta na exportação passa a seguir padrões internacionais de qualidade, segurança e usabilidade.

O investimento em exportação também permite que a marca se aproxime das necessidades mundiais, ampliando seu portfólio e entendendo a sazonalidade de cada mercado. Como reflexos, aumento do lucro e redução de custos com a diminuição da capacidade ociosa. Para encerrar, uma das grandes vantagens do investimento no comércio exterior está no ganho de know-how internacional que amplia o benchmarking, o conhecimento, o networking e possibilita novas parcerias para o desenvolvimento interno e externo de qualquer membro da indústria.

 

Quer saber mais?

Assista o Vídeo – Tendências Mundiais do Setor da Saúde

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

20 de Outubro de 2017

Turismo impulsiona o desenvolvimento de Morro Redondo

SAIBA MAIS

 

20 de Outubro de 2017

Seminário sobre a Junta Digital ocorre em Lajeado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/10/2017 12:01

Seminário Crescer Sem Medo debate mudanças do Simples Nacional

Sebrae RS Podcast 18/10/2017 16:36

Projeto Costa Doce Natureza promove rodada de negócios