Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei Consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Saúde

Por que exportar?

Indústria nacional precisa entender as vantagens da exportação

02/10/17
Clara Porto

Clara Porto

Gerente de projetos e marketing internacional da ABIMO

COMPARTILHE
A dependência do mercado interno é um fator limitador e quando a marca opta por investir em novos mercados, torna-se muito mais saudável e sustentável

É natural que o empresariado tenha receio ao iniciar um processo de internacionalização da sua produção. Principalmente em se tratando do Brasil, um país que ainda não abraçou, de vez, a cultura exportadora. Para mudar esse cenário, o projeto setorial Brazilian Health Devices, parceria entre a ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios) e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), aposta no diálogo sobre as inúmeras vantagens competitivas da comercialização além das nossas fronteiras.

Para a indústria brasileira, se recuperando de uma instabilidade político-econômica que acende um sinal alerta, a exportação garante uma vertente de crescimento. Além de aumentar o volume de vendas e o fluxo de capital, proporciona muitos outros ganhos como, por exemplo, o aumento do market share. A dependência do mercado interno é um fator limitador e quando a marca opta por investir em novos mercados, torna-se muito mais saudável e sustentável. Ao aumentar sua base de clientes, a empresa passa a correr menos riscos.

Igualmente importante está o aumento do valor de marca. Ao exportar, a imagem da empresa ganha superioridade, tornando-se, inclusive, referência para a concorrência. Ao mesmo tempo em que a marca se destaca, seus produtos também acompanham esse ritmo ganhando em qualidade. Com as demandas do mercado externo exigindo adequação total às particularidades de cada público, a indústria brasileira que aposta na exportação passa a seguir padrões internacionais de qualidade, segurança e usabilidade.

O investimento em exportação também permite que a marca se aproxime das necessidades mundiais, ampliando seu portfólio e entendendo a sazonalidade de cada mercado. Como reflexos, aumento do lucro e redução de custos com a diminuição da capacidade ociosa. Para encerrar, uma das grandes vantagens do investimento no comércio exterior está no ganho de know-how internacional que amplia o benchmarking, o conhecimento, o networking e possibilita novas parcerias para o desenvolvimento interno e externo de qualquer membro da indústria.

 

Quer saber mais?

Assista o Vídeo – Tendências Mundiais do Setor da Saúde

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde

Sebrae RS Podcast 16/04/2018 16:45

Missão empresarial participa de feira industrial Alemanha