Loading SEBRAE

Mais buscados: sei Credito mei consultoria Boas Praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Mais dois municípios gaúchos implementam a REDESIM

09/09/15

Da Redação

COMPARTILHE

Eventos contaram com a presença do diretor-superintendente do SEBRAE/RS, Derly Fialho

Da Redação

Derly Fialho ressaltou a importância do processo de desburocratização do registro de empresas (Foto: Luiz Fernando Bertuol / Prefeitura de Santa Cruz do Sul)

Dois municípios do Vale do Taquari e Rio Pardo passaram a integrar oficialmente a REDESIM – Rede Nacional para Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios. Em duas solenidades, as cidades de Santa Cruz do Sul e Estrela oficializaram o ingresso no sistema, com a presença do diretor-superintendente do SEBRAE/RS, Derly Fialho, e do presidente da Junta Comercial do Rio Grande do Sul (JUCERGS), Paulo Mazzardo.

O primeiro evento ocorreu pela manhã, na sede da Prefeitura de Santa Cruz do Sul, com a presença da vice-prefeita do município, Helena Hermany, dos secretários municipais César Cechinato (Desenvolvimento Econômico), Zeno Assmann (Fazenda), Jéferson Gerhardt (Planejamento) e Raul Fritsch (Meio Ambiente), da gerente do SEBRAE/RS na regional Vales do Taquari e Rio Pardo, Liane Klein, e representantes da classe empresarial.

O diretor do SEBRAE/RS ressaltou a importância da REDESIM e do processo de desburocratização do registro de empresas para os municípios gaúchos. “Um dos objetivos é fomentar o empreendedorismo produtivo e reforçar o papel dos pequenos negócios na geração de emprego e renda nas cidades, Estado e País”, afirmou.

Devido à intensa atividade empresarial e por sua localização privilegiada, próximo à Capital, Santa Cruz foi selecionada para pôr em prática o sistema, que visa reduzir o tempo de abertura de empresas de baixo risco e desburocratizar o processo. A assinatura do termo de adesão ocorreu em outubro de 2014, dando início às fases de mapeamento de processos, construção de plano de ação e interação dos sistemas de Tecnologia de Informação. Dentre as vantagens com a adoção do sistema estão maior facilidade e aumento de controle por meio de órgãos de fiscalização, incremento na arrecadação de impostos municipais, redução de custos operacionais das partes envolvidas, extinção da duplicidade de exigências e diminuição do tempo para registro e legalização de empresas.

Estrela

Diretor-superintendente do SEBRAE/RS (em pé) saudou a adesão de estrela à REDESIM (Foto: Jéssica Taís Scheeren / Divulgação)

À tarde, no Salão Nobre da Prefeitura, ocorreu a solenidade de adesão de Estrela à REDESIM. “Estamos criando um ambiente desburocratizado em Estrela para que as pessoas possam empreender e gerar crescimento para o município”, afirmou o prefeito Rafael Mallmann. Segundo ele, é papel do poder público promover o desenvolvimento através de ações como a implantação da REDESIM. 

O diretor-superintendente do SEBRAE/RS, Derly Fialho, frisou que o sucesso de cada empreendedor é o sucesso de todos, mas para que isso ocorra, segundo ele, é preciso um ambiente facilitador e simples, como o que se propõe através da rede. Conforme o presidente da Junta Comercial, a REDESIM permitirá mostrar o real valor do empreendedorismo no Rio Grande do Sul. “É uma quebra de paradigmas”, afirmou.

Estrela possui 2.976 micro e pequenas empresas, que representam 94,2% das empresas em atividade A maior parte – 199 – atua no ramo do comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, o que representa 6,69% do total de MPEs.

Em todo o Estado, o SEBRAE/RS e a Junta Comercial do Rio Grande do Sul (JUCERGS) são parceiros na implementação da REDESIM em municípios com o objetivo de simplificar e desburocratizar o registro e a legalização de empresas. São Marcos, Esteio, Garibaldi, Lajeado, Guaíba e Nova Santa Rita também estão integrados à REDESIM no Estado. O SEBRAE/RS e a Junta Comercial pretendem levar a solução integrada para 34 municípios até o final do ano.

A REDESIM
A Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios foi instituída pela Lei nº 11.598/2007 e atualmente está vinculada à Secretaria da Micro e Pequena Empresa – SMPE.

Benefícios para o município:
• Base de dados centralizada e compartilhada;
• Incremento dos impostos municipais, através do aumento de formalização de empresas;
• Redução do custo operacional das partes envolvidas;
• Maior desenvolvimento do município.

Benefícios para o usuário:
• Entrada única de dados cadastrais e documentos;
• Redução do tempo para registro e legalização de empresas;
• Extinção da duplicidade de exigências;
• Redução da burocracia através da modernização da gestão municipal

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde

Sebrae RS Podcast 16/04/2018 16:45

Missão empresarial participa de feira industrial Alemanha