Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria boas praticas empretec

Loading SEBRAE

Notícias

REDESIM será realidade em São Lourenço do Sul

14/12/15

Da Redação

COMPARTILHE

O município é o primeiro da Região Sul a implementar o sistema que desburocratiza abertura de empresas

Da Redação

Município de São Lourenço do Sul está localizado na Região Sul do Estado (Foto: Divulgação / Prefeitura)

São Lourenço do Sul – Promover ainda mais as ações em prol do empreendedorismo. Esta é a ênfase com que a prefeitura encerra o ano. No dia 15 de dezembro será oficializada a adesão à Rede Nacional para Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios (REDESIM), na Associação Comercial e Industrial de São Lourenço do Sul (ACI-CDL), na rua Marechal Floriano Peixoto, 1793, a partir das 15h. Estarão presentes o prefeito Daniel Raupp, secretários municipais, representantes da Junta Comercial do Rio Grande do Sul, da Associação Comercial, da Receita Federal e empresários locais.

Em todo o Estado, o SEBRAE/RS e a Jucergs são parceiros na implementação da REDESIM em municípios com o objetivo de simplificar e desburocratizar o registro e a legalização de empresas. Conforme explica o técnico da Regional Sul do SEBRAE/RS Fabrício Sanches Burkert, “a cidade abriu um escritório da junta comercial para facilitar o trâmite de documentos, somando com as ações que serão realizadas na Sala do Empreendedor”, destaca.

Segundo Burket, o objetivo é “promover ainda mais o empreendedorismo, aumentando o controle da prefeitura nos processos, manter a base de dados atualizada e evitar duplicidade de documentos”, disse. O impacto da ação, reforça o técnico, será a redução de burocracia no momento de abrir uma empresa, reduzindo para até seis dias úteis a liberação de um alvará. “O tempo regular poderia chegar, antes a 30 dias”, relembra.

Além de São Lourenço do Sul, municípios como Campo Bom, Marau, Cruz Alta, Garibaldi, Lajeado, Guaíba, Nova Santa Rita, São Marcos, São Leopoldo, Santa Cruz do Sul, Estrela, Gramado, Erechim, Camaquã, Ivoti, Horizontina, Santa Rosa, Ijuí, Canela, Santiago, São Francisco de Assis, Alegrete, Venâncio Aires, Encantado, Bento Gonçalves e Getúlio Vargas também estão integrados à REDESIM no Estado. O SEBRAE/RS e a Junta Comercial pretendem levar a solução integrada para 34 cidades até o final do ano.

A REDESIM
A Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios foi instituída pela Lei nº 11.598/2007 e atualmente está vinculada à Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE).

Benefícios para o município:
• Base de dados centralizada e compartilhada;
• Incremento dos impostos municipais, através do aumento de formalização de empresas;
• Redução do custo operacional das partes envolvidas;
• Maior desenvolvimento do município.

Benefícios para o usuário:
• Entrada única de dados cadastrais e documentos;
• Redução do tempo para registro e legalização de empresas;
• Extinção da duplicidade de exigências;
• Redução da burocracia através da modernização da gestão municipal;
• Durante o processo de legalização de empresas, a informação é que circulará e não mais o cidadão.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

15 de Dezembro de 2017

Empresas da saúde conquistam resultados com projeto do Sebrae RS

SAIBA MAIS

 

14 de Dezembro de 2017

Sebrae RS disponibiliza conteúdo online gratuito

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 15:14

Palestra traz impactos de novo sistema para pequenas empresas

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 11:48

Pizzaria se moderniza inspirada em poesia, com apoio do Sebrae