Loading SEBRAE

Mais buscados: sei consultoria Credito boas praticas EMpretec

Loading SEBRAE

Notícias

Produtores orizícolas do RS terão capacitação em gestão

Iniciativa será viabilizada pela parceria entre o programa Juntos para Competir e o Irga

18/04/17

Da Redação

COMPARTILHE

reuniao_-_irga_-_abril_2017-301x203

Porto Alegre – Graças à união de forças entre entidades, produtores de arroz do Rio Grande do Sul terão uma importante ferramenta para lidar de forma mais profissional com a gestão da propriedade. A iniciativa, que prevê uma capacitação em torno do tema, é do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) em parceria com a Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), o Sistema Nacional de Aprendizagem Rural (Senar–RS) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE RS), através do Programa Juntos para Competir. O assunto foi tratado em uma reunião-almoço na sede do SEBRAE no Centro de Porto Alegre na segunda-feira, 17 de abril.

A capacitação prevê mais independência e segurança aos produtores gaúchos na tomada de decisões na propriedade. “Juntando as competências e os recursos das entidades, temos tudo para realizar um excelente trabalho. O SEBRAE RS atua muito fortemente nessas questões relacionadas à gestão, planejamento e controle gerencial que ainda são deficiências no campo. Sabemos que isso não é tudo, mas é uma parte muito importante”, resumiu o diretor-superintendente do SEBRAE RS, Derly Fialho.

No projeto piloto, a intenção é atender 60 propriedades rurais nas regiões: Central, Zona Sul e Planície Costeira Externa. “A experiência com os produtores que já fizeram esse tipo de capacitação foi muito gratificante. Por isso, buscamos retomar esse projeto investindo em algumas questões que o Irga não teria total autonomia e expertise para tratar, envolvendo o tema gestão. Teremos o suporte para avançar no Estado inteiro neste processo, até na própria questão de gestão do crédito, na qual, os produtores têm dificuldade”, esclareceu o diretor técnico do Irga, Maurício Fischer.

Duas ações do Irga que visam o aumento da produtividade a da rentabilidade dos produtores devem fazer parte do cronograma: o Projeto 10+ e o Soja 6.000. Além dessas frentes, dentro dos três módulos, o curso deverá focar na administração dos recursos humanos, controle de finanças, investimento em tecnologia, integração com o mercado e até de assuntos relacionados à organização e higiene da propriedade.

O convênio entre a autarquia vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) e o programa Juntos Para Competir (JPC), foi assinado durante a 27ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz em fevereiro deste ano e representou o pontapé inicial do projeto. O curso faz parte dos 31 projetos coletivos que o JPC prepara para 2017. A ação também deve envolver os sindicatos rurais do RS e associações de arrozeiros.

Os primeiros grupos deverão funcionar como unidades demonstrativas e o compromisso principal é com empreendimentos rurais de pequeno e médio porte, criando um modelo referência a ser multiplicado em centenas de propriedades que cultivam o cereal. “A capacitação no campo, assim como em outros setores, traz resultados surpreendentes. Começamos melhorando realidades individualmente e, com o amadurecimento dos trabalhos, é possível impactar toda cadeia produtiva”, declarou o secretário da Agricultura, Ernani Polo.

A seleção dos produtores participantes será realizada pelo Irga em conjunto com as entidades do setor nos municípios selecionados: Arroio Grande, Capivari/Palmares do Sul e Candelária. A primeira etapa ficará a cargo do SEBRAE RS e vai tratar do tema das Boas Práticas de Gestão para os Arrozeiros, o segundo módulo ministrado pelo Senar-RS, que abordará a Aplicação Correta e Segura de Defensivos e da Legislação Ambiental. Os técnicos do Irga ficarão responsáveis por trabalhar o Manejo Integrado do Cultivo do Arroz (MICA) e o Selo Ambiental.

Uma nova reunião entre o comitê diretor e as equipes envolvidas no projeto está marcada para o próximo mês. A capacitação deve iniciar oficialmente em junho, contando com oito encontros quinzenais, além de consultorias. “É importante que os produtores enxerguem a gestão com uma visão mais ampla, entendendo a importância de colocar no papel todos os pontos importantes de funcionamento da propriedade. E, quanto a nós, também temos que ouvir as comunidades onde atuaremos porque as realidades mudam de acordo com cada região”, finalizou o consultor Luis Antonio Valente.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

22 de Agosto de 2017

Espaço de Gastronomia levará oficinas e degustação às cegas para o Salão do Empreendedor

SAIBA MAIS

 

22 de Agosto de 2017

Gaúchos participam de tour da moda e Latam Retail Show em São Paulo

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 21/08/2017 10:05

Tour da Moda leva varejistas a visitas técnicas em São Paulo

Sebrae RS Podcast 17/08/2017 16:25

Salão do Empreendedor ocorre durante a Expointer