Loading SEBRAE

Mais buscados: sei Credito Consultoria BOAS PRATICAS Empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Produção mais limpa e economia verde estiveram em debate na Mercopar

05/10/12

Da Redação

COMPARTILHE
Mesa redonda debateu temas importantes sobre a sustentabilidade (Foto: João Alves)
Caxias do Sul – A Mercopar 2012, que se encerra nesta sexta-feira (05/10) no Centro de Feiras e Eventos da Festa da Uva, em Caxias do Sul, também serviu como palco de debates sobre a sustentabilidade, incluindo a necessidade de uma produção mais limpa e a chamada economia verde. Com a mediação do jornalista Affonso Ritter, o evento, que integrou a Semana da Ciência e Tecnologia, contou com a participação de Fernando Almeida e Ricardo Abramovay, nomes de expressão no cenário ambiental, que abordaram os temas “Produção mais limpa no contexto da sustentabilidade” e “Muito além da economia verde”, respectivamente. 
 
A mesa redonda, realizada na quinta-feira(04/10), iniciou com a fala do superintendente do Sebrae/RS, Léo Hainzenreder, salientando que a entidade está bastante preocupada com a sustentabilidade. “Esta tem que ser uma preocupação constante de todas as empresas. As crianças, no futuro, não irão comprar de empresas que agridem o meio ambiente. Elas vão tirar do mercado as empresas que andam na contramão dessa vertente”, afirmou ele.
 
Fernando Almeida explicou que empresa ou governo que desenvolve ações simultaneamente nas áreas econômica, social e ambiental é um fato raro. “Empresa, governo e ONG dialogando também é raro de se ver”, destacou. Segundo ele, a mídia está atenta a essas três dimensões e quem não se preocupa com isso terá a sua reputação arranhada. “A sociedade tem que viver bem e dentro dos limites do planeta. Mas felicidade, questão fundamental na sustentabilidade a longo prazo, não depende do PIB (Produto Interno Bruto). É preciso produzir mais com menos”, acrescentou. 
 
Almeida explicou ainda que a produção mais limpa é muito importante, mas introdutória, pois há muito o que fazer além disso. “Empresa sustentável é uma abstração. Nunca vi uma por completo. Porém, o que importa não é o que a empresa está poupando ou renovando e sim a carga que ela prejudica a natureza, tudo tem um limite”. Ricardo Abramovay mostrou números também preocupantes. “Mais que uma transição, precisamos de uma mutação. Só o consumo em ar condicionado nos Estados Unidos é maior do que todo o consumo de energia da África. A sociedade mundial produz 70 milhões de automóveis por ano. E os números são multiplicadores”, disse o professor. 
 
Ele alerta que nem tudo que é riqueza significa bem-estar. “Quando ficamos trancados em um congestionamento aumenta o PIB, pois estamos consumindo mais. E estressados gastaremos também mais com psicanalista”, observa Abramovay, ressaltando que o assunto não corresponde a apertar parafuso. “É um assunto complexo, que leva tempo, e a minha dica é:  comecem ontem!”. Os dois palestrantes ressaltaram também a importância de oferecer educação ambiental para as crianças e jovens. O evento foi realizado em parceria com a Fundação Proamb. 
 
A Mercopar é realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul (Sebrae/RS) e pela Hannover Fairs Sulamerica, empresa do Grupo Deutsche Messe AG. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.mercopar.com.br.
COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

20 de Outubro de 2017

Turismo impulsiona o desenvolvimento de Morro Redondo

SAIBA MAIS

 

20 de Outubro de 2017

Seminário sobre a Junta Digital ocorre em Lajeado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/10/2017 12:01

Seminário Crescer Sem Medo debate mudanças do Simples Nacional

Sebrae RS Podcast 18/10/2017 16:36

Projeto Costa Doce Natureza promove rodada de negócios