Loading SEBRAE

Mais buscados: sei consultoria Credito Boas praticas empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Pinhal da Serra se destaca em projeto de bovinocultura

06/03/15

Da Redação

COMPARTILHE

Produtores do município receberam capacitações e consultorias por meio do Programa Juntos para Competir

Da Redação

Pinhal da Serra – Durante três anos produtores rurais do município de Pinhal da Serra participaram de um projeto que tinha como objetivo fortalecer a bovinocultura de corte da região. A iniciativa foi aplicada pelo programa Juntos para Competir (FARSUL, SENAR-RS e SEBRAE/RS) em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura da cidade. Ao final de 2014 os resultados se mostraram positivos, e destacaram a cidade no aumento dos indicadores.

O projeto Desenvolver a Bovinocultura de Corte da Serra Gaúcha iniciou as atividades em janeiro de 2012, incluindo outros quatro municípios: Caxias do Sul, São Francisco de Paula, Vacaria, Campestre da Serra e Ipê. Ao todo, foram 110 produtores rurais, 33 desses em Pinhal da Serra. A técnica do SEBRAE/RS na Regional Serra Angélica Brandalise explica que “o objetivo era alcançar o fortalecimento da bovinocultura de corte através da melhoria na gestão das propriedades rurais, com foco no aumento da produtividade e na sustentabilidade, agregando valor aos produtos”.

Angélica recorda que o primeiro ano de mensuração dos resultados mostrou que os indicadores estavam abaixo da média do Estado, mas que, com as ferramentas aplicadas, os produtores foram trabalhando nos itens que os relatórios individuais apontavam como prioritários. “Além de capacitações, entre elas de custos de produção e planejamento da empresa rural, o Programa de Pecuária de Referência, aplicado em 2014, desenvolveu o aspecto de inovação nas propriedades, com auxílio de cursos do SENAR”, destaca.

O consultor que acompanhou a aplicação do projeto, João Ernani Barboza Duarte, relata que foram realizadas visitas técnicas em todas as propriedades. “Ficávamos por cerca de quatro horas em cada uma, fazendo análise de solo, bem como de outros aspectos”. Um dos pontos trabalhados, considerado como um dos indicadores mais importantes, é a taxa de desmame. Ela representa o total de animais desmamados em relação às vacas expostas em reprodução dentro de determinado período. “No Rio Grande do Sul a média é de 47%. Quando o projeto iniciou o número era de 34%. Ao final, alcançamos 66,36%. A meta era aumentar em 15%, e o grupo de Pinhal da Serra aumentou sua taxa de desmame em 95,17%”, comemora.

O proprietário do Sítio Rincão do Boi, Francisco Gilberto D’avila, está à frente do negócio há cinco anos, e conta que viu a sua propriedade, com 14 hectares, se desenvolver. “Meu negócio recebe animais que são tratados para a engorda e, posteriormente, enviados aos frigoríficos. Atualmente tenho uma média de 90 animais ao longo do ano aqui no sítio”, enfatiza.

A participação no projeto lhe proporcionou conhecimento e o desenvolvimento de diversos aspectos gerenciais. “Queria mais informação, porém não tinha e nem sabia como aplicar melhor. Por exemplo, aprendi muito sobre alimentação dos animais, a questão da proteína e energia, bem como o cuidado com o preparo do pasto”. O próximo passo é trabalhar no crescimento do rebanho. “Estou investindo, e quero alcançar o número de 150/250 animais por ano”, finaliza.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

18 de Agosto de 2017

Oportunidades para a horticultura no Salão do Empreendedor

SAIBA MAIS

 

18 de Agosto de 2017

Conexões para inovar

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 17/08/2017 16:25

Salão do Empreendedor ocorre durante a Expointer

Sebrae RS Podcast 15/08/2017 10:40

Aprenda a usar o WhatsApp como ferramenta de marketing