Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria boas praticas empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Pequenos negócios de alimentação pretendem investir nos próximos anos

Maioria dos empreendedores quer melhorar o atendimento ao cliente, o marketing e a interação nas redes sociais

19/10/17

Da Redação

COMPARTILHE

Dados de uma pesquisa do SEBRAE com pequenos negócios do segmento de alimentação mostra que 86% pretendem fazer investimento nos próximos anos, o que pode indicar otimismo em relação à recuperação da economia brasileira. As áreas citadas como preferenciais para os investimentos são melhoria do atendimento ao cliente (56%), marketing (53%) e nas redes sociais (50%). Uma parcela dos empreendedores (38%) quer inovar no modelo de negócio e há boa disposição (32%) para aprimorar a área digital, como o uso de aplicativos e softwares de gestão.

Mais da metade dos pequenos negócios pesquisados pretende investir em melhoria do atendimento ao cliente (Foto: Banco de Imagens)

Considerando todos os negócios avaliados, a pesquisa mostra que 48% das empresas são jovens, com idade entre três e sete anos de existência – as mais antigas, com mais de dez anos no mercado, correspondem a 25% da amostragem. Houve maior concentração de empresas criadas entre 2010 e 2014, período marcado por expansão econômica e realização de grandes eventos no País.

Segundo a pesquisa, as despesas com funcionários e aluguel são os itens que mais impactam no custo operacional do negócio. “O levantamento sobre o perfil do empreendedor atendido pelo SEBRAE no segmento de alimentação fora do lar é essencial para atuarmos de forma mais assertiva junto aos pequenos negócios e, a partir das informações, orientar e apoiar os empresários”, diz a diretora técnica da instituição, Heloisa Menezes.

De acordo com os entrevistados, o custo de devolução de entregas do delivery tem pouco impacto no faturamento do negócio – 50% informaram valores inferiores a 1%. Os principais motivos de devolução de entrega são endereço não identificado (31%) e pedido incorreto (28%). Outros 27% estão relacionados ao tempo de espera e trote. Ao ordenar as principais dificuldades na rotina de gestão do negócio, os empresários elencaram: gestão financeira, fluxo de caixa e gestão de pessoas.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

15 de Dezembro de 2017

Empresas da saúde conquistam resultados com projeto do Sebrae RS

SAIBA MAIS

 

14 de Dezembro de 2017

Sebrae RS disponibiliza conteúdo online gratuito

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 15:14

Palestra traz impactos de novo sistema para pequenas empresas

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 11:48

Pizzaria se moderniza inspirada em poesia, com apoio do Sebrae