Loading SEBRAE
Loading SEBRAE

Notícias

Onde está o seu lado natureba?

10/09/15

Da Redação

COMPARTILHE

Rede de lojas de produtos naturais inova em conceito varejista, gestão e atendimento

Da Redação

Rodrigo Rossato participou da missão do SEBRAE/RS à Convenção Anual da NRF, em janeiro (Foto: SEBRAE/RS)

Porto Alegre – Uma mudança de nome, um conceito renovado e um negócio promissor. Assim será marcado o mês de setembro na rede de lojas Natureba, de Porto Alegre. A partir de agora, “Meu lado natureba” será o novo nome da empresa, hoje com três unidades na Capital e duas em Gravataí, na região Metropolitana. A ideia de mudança vai além da marca e visual. Daqui para a frente, se relacionar com o público disposto a aprender que “alimentação natural é muito mais do que comer ‘alface’ é o posicionamento desejado”, explica o diretor, Rodrigo Rossato. A reedição da cara do negócio é resultado de uma série de ações apoiadas pelo SEBRAE/RS, identificadas também a partir da postura dos consumidores em busca de conhecimento e produtos selecionados.

“Queremos ensinar as pessoas a terem uma vida mais gostosa. Ou seja, com saúde, disposição e alegria, diferente da visão ultrapassada de que o comércio de produtos naturais se limita a um mercado expositor e repositor de produtos”, detalha o empreendedor. Para ele, que fundou a rede em 2001, hoje, é preciso pensar a alimentação e ajudar as pessoas em suas escolhas com liberdade sem descuidar da segurança. O incentivo que faltava para tocar as novas ideias em frente veio após Rossato participar da missão empresarial do SEBRAE/RS ao maior evento mundial de tecnologias e tendências para o varejo, a Feira NRF, ocorrida em janeiro, em Nova Iorque.

Conforme o coordenador estadual de projetos de varejo do SEBRAE/RS, Fabiano Zortéa, tudo o que a Natureba está fazendo para melhorar os serviços e a experiência de compra dos clientes é motivo de comemoração, pois se trata do resultado da soma do acompanhamento do SEBRAE/RS com a atitude de empreendedores de pequenos negócios que buscam inovação para os seus clientes. “No caso da Natureba, o grande salto também virá com a questão das franquias e a expansão no Estado. Para isso, a gestão e o posicionamento do empreendimento precisam estar dentro de padrões de qualidade e modernidade que os próprios consumidores exigem”, observa.

O proprietário da Natureba foi um dos 50 integrantes do grupo coordenado pelo SEBRAE/RS ao evento internacional. Lá ele encontrou inovações das maiores companhias do mundo. “A escolha de fornecedores não é algo novo, mas o refinamento dessa escolha, variando possibilidades, assegurando validade de alimentos, principalmente os frescos, faz toda a diferença no nosso tipo de loja”, acredita Rossato. As mudanças implantadas após conhecer as novidades na NRF já podem ser percebidas. “Diria que se trata de mostrar aos clientes que estamos de braços abertos para ensinar como se alimentar, com um ambiente agradável, com um sorriso largo e verdadeiro, com opções particularizadas para cada perfil de consumo”, comenta ele.

Serviço de assinatura

Loja Natureba é especializada em produtos naturais e saudáveis (Foto: SEBRAE/RS) Uma dessas inovações é a chamada Subscription Box. Trata-se de uma assinatura mensal por faixa de valores de uma caixa com produtos de acordo com o perfil do cliente. “A caixa é enviada ao assinante contendo ingredientes da estação ou novidades que chegam na loja”, explica. As outras tendências que estão sendo implementadas passam pela comunicação visual, a ampliação da oferta de produtos com marca própria para 40% do total (antes em apenas 10%) e a ampliação da linha takeaway (pegue e leve o alimento pronto). “Percebemos que há muito procura pelos alimentos para lanches ou refeições rápidas e leves. Essa deverá ser uma grande parte das vendas diárias”, prevê o empresário.

Zortéa destaca ainda que a implantação de inovações nas empresas, visando melhorias nas relações de consumo e crescimento dos negócios, é um resultado que merece ser comemorado “Antes da viagem, em janeiro, os empresários passaram por uma preparação. Depois, em Nova Iorque, tiveram acompanhamento técnico na NRF e também nas visitas aos principais pontos comerciais foram orientados para qualificar suas empresas”, conta. Na volta, receberam apoio para a elaboração de um plano de ação. De acordo com o especialista, nem todas as ações de aperfeiçoamento dependem de investimentos. “O principal é traduzir o conceito que está por trás de cada tecnologia para qualificar as estratégias de vendas e ter atitude para implantar as melhorias dentro das possibilidades de cada negócio”, exemplifica.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

20 de Outubro de 2017

Turismo impulsiona o desenvolvimento de Morro Redondo

SAIBA MAIS

 

20 de Outubro de 2017

Seminário sobre a Junta Digital ocorre em Lajeado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/10/2017 12:01

Seminário Crescer Sem Medo debate mudanças do Simples Nacional

Sebrae RS Podcast 18/10/2017 16:36

Projeto Costa Doce Natureza promove rodada de negócios