Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria boas praticas empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Novos sabores no Roteiro Caminho Pomerano

Empreendimento em São Lourenço do Sul abre as portas no final de outubro com a expectativa de se tornar uma das atrações turísticas da região

25/10/17

Da Redação

COMPARTILHE

São Lourenço do Sul – A doçura de um bom “schmier” de frutas frescas pode ser motivo para um passeio turístico? Sim. A partir do dia 28 de outubro, a pequena empresa Sabores do Sítio abre as portas para os visitantes, oficialmente, como um negócio e um endereço que deve ser dos mais visitados no interior de São Lourenço do Sul. A inauguração ocorre na sexta-feira, 27 de outubro, a partir das 17h, com um coquetel para convidados. Localizada na zona Rural de São Lourenço do Sul, na localidade chamada Colônia Sítio, a propriedade é integrante do Projeto Costa Doce Natureza, do SEBRAE RS. Deverá ser uma das mais interessantes atrações da região que oferece roteiros com perfil para atividades rurais, históricas, gastronômicas, ecológicas e esportes.

Turistas poderão degustar as delícias do local a partir do dia 28 de outubro (Foto: Banco de Imagens)

A gestora do projeto no SEBRAE RS, Jussara Argoud, comenta que o Sabores do Sítio tem potencial para ir muito além de um negócio que comercializa a própria produção. “Trata-se de uma ideia muito atraente, conforme o andamento que os empreendedores poderão sustentar. Até o momento, somente o galpão para almoços e cafés coloniais já é bastante ousado. Decoração, ambientação histórica, capacitação para atendimento, planejamento de gestão e expectativa de público são fatores importantes nessa jornada que começa”, diz ela.

A partir do sábado, 28 de outubro, o local estará aberto, oferecendo almoço e café colonial com deliciosos pratos preparados na propriedade, além do contato com a natureza e o modo de vida do interior. De acordo com Carla Rusch, uma das diretoras do empreendimento, na área de alimentação, poderão ser servidos até 50 almoços ou cafés coloniais ao mesmo tempo, nos sábados, domingos e feriados. “O valor é fixo em R$ 30,00 e servimos um cardápio elaborado com ingredientes que nós mesmos produzimos no sítio”, conta. A perspectiva é que a família consiga atender 300 pessoas ao longo do mês de novembro e passar de 500 a partir de dezembro. “No futuro, poderemos locar o espaço para eventos e festas”, projeta a proprietária.

Pães, cucas, “schmier”, legumes, verduras e ovos também serão comercializados. “Isso tudo é um começo. Pretendemos que os clientes possam passar o dia, por exemplo, e por isso já temos o campo de futebol, pracinha para crianças e espaço de descanso. No futuro, haverá trilhas para caminhadas, churrasqueiras, e área externa do restaurante”, antecipa Carla.

No planejamento do negócio, a questão da imigração pomerana tomou força. Peças originais do trabalho dos imigrantes, membros da família, estão expostas no salão, assim como é possível ver processos de fabricação dos doces de tacho e colheita do pomar orgânico. “O conceito é abrir a propriedade do jeito que ela é. Somos uma família de colonizadores, cultivamos tudo o que temos, somos apenas quatro pessoas na empresa e ainda assim é grande a expectativa para desenvolver aqui algo realmente diferente e com qualidade”, diz, timidamente, a diretora.

Além do SEBRAE RS, apoia a iniciativa a prefeitura de São Lourenço do Sul, por meio da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio. A cidade tem sido destaque na Zona Sul do Estado pelo surgimento de novos empreendimentos com foco turístico rural.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

18 de Dezembro de 2017

Abertas as inscrições para a 10ª Edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

SAIBA MAIS

 

15 de Dezembro de 2017

Empresas da saúde conquistam resultados com projeto do Sebrae RS

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 15:14

Palestra traz impactos de novo sistema para pequenas empresas

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 11:48

Pizzaria se moderniza inspirada em poesia, com apoio do Sebrae