Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria Boas Praticas EMpretec

Loading SEBRAE

Notícias

Mulheres empreendem mais em casa do que homens

26/03/15

Da Redação

COMPARTILHE

Número de empresárias que montam a empresa na própria residência é cinco vezes maior que o de empresários

Da Redação

Trabalhar em casa é uma opção para 34% das empresárias (Foto: Banco de Imagens)

Brasília – Empreender na própria casa tem sido a opção de muitas mulheres. De acordo com o Anuário das Mulheres Empreendedoras e Trabalhadoras das Micro e Pequenas Empresas, realizado pelo SEBRAE em parceria com o Dieese, 34% das mulheres que têm uma empresa trabalham em suas residências. Entre os homens, essa opção é feita por apenas 6% dos donos de negócios, número cinco vezes inferior.

De acordo com o presidente do SEBRAE, Luiz Barretto, muitas mulheres optam por trabalhar em casa porque o empreendedorismo permite que elas trabalhem e cuidem da família ao mesmo tempo. “A cada 100 empreendedoras, 68 têm ao menos um filho e 92 fazem, também, os afazeres domésticos, que adicionam à jornada, em média, 24 horas por semana. Por isso, para elas, é mais fácil empreender na própria casa. Ao mesmo tempo em que são empresárias, são mães presentes”, afirma Barretto.

Mas para que a mulher tenha sucesso no empreendimento é preciso encontrar equilíbrio para não misturar contas e afazeres domésticos com as despesas e lucros e atividades da empresa. Mesmo operando de casa, o empreendedor deve ter em mente que seu êxito depende de muito esforço, planejamento, disciplina, definição concreta de metas e objetivos. “Não é por trabalhar em casa que o empreendedor dispõe de tempo livre para fazer o que quiser, na hora em que bem entender”, destaca Barretto.

O ideal é que a empreendedora que trabalha na própria residência estabeleça horários e rotinas a serem rigorosamente cumpridos. Ela tem de estar atenta à qualidade do produto, aos prazos de entrega e ao atendimento à sua clientela com todo profissionalismo, da mesma maneira que alguém que toca seu negócio de um escritório ou de uma loja. Se possível, é recomendado a separação dos ambientes doméstico e empresarial, ou seja, ter um cômodo da casa disponível para a empresa, de preferência com uma estrutura própria.

Há uma diversidade de negócios que se adaptam melhor ao formato home office, como salões de beleza, artesanato, corte e costura, reforço escolar, escritórios de contabilidade, publicidade, computação gráfica, consultoria e advocacia e venda de cosméticos. Antes de montar a empresa, é importante consultar os órgãos municipais e estaduais, como a prefeitura, vigilância sanitária e corpo de bombeiros. Existem regras municipais específicas para funcionamento de uma empresa em área residencial e que definem as atividades que podem ser realizadas nesse contexto.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

20 de Novembro de 2017

Empresas são desafiadas a propor soluções para a indústria

SAIBA MAIS

 

20 de Novembro de 2017

SEBRAE RS promove empreendedorismo jovem em Santana do Livramento

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/11/2017 15:42

SEBRAE promove rodada de negócios em Passo Fundo

Sebrae RS Podcast 17/11/2017 18:31

Sebrae promove seminário sobre gestão de pessoas nos negócios