Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria boas praticas empretec

Loading SEBRAE

Notícias

MPEs gaúchas registram mais de 7 mil empregos em abril

10/06/13

Da Redação

COMPARTILHE

Número é 2,8 vezes superior em comparação ao que geraram as médias e grandes empresas

Da Redação

O setor de serviços foi o que mais contratou, totalizando 3.104 novos postos de trabalho (Foto: Banco de Imagens)

Porto Alegre – Os pequenos negócios foram os principais empregadores no Rio Grande do Sul durante o mês abril. Mais de 7 mil pessoas ingressaram no mercado formal de trabalho gerado pelas empresas de micro e pequeno porte – 2,8 vezes a mais do que nas médias e grandes empresas, que registraram um saldo líquido de empregos de 2.073. Os números são do levantamento realizado pelo SEBRAE, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

No período, as empresas de Serviços foram as que mais contrataram, totalizando 3.104 novos postos de trabalho. Os segmentos em destaque foram: Comércio e Administração de Imóveis, Serviços de Alojamento, Alimentação e Reparação, Manutenção, Transportes e Comunicações. “O destaque para o setor de serviços tem relação com a alta de consumo, principalmente pela classe C. O aumento da renda per capta do brasileiro dá condições de demanda por mais serviços diferenciados e de qualidade”, analisa o presidente do SEBRAE/RS, Vitor Augusto Koch.

Já os pequenos negócios da Indústria de Transformação registraram o segundo maior saldo na geração de empregos, com 2,2 mil postos ocupados nos segmentos metalúrgico e mecânico. A indústria da Madeira e do Mobiliário, assim como a da Borracha, Couro, Peles e similares também registraram bom desempenho na contração de empregados. O Comércio assumiu a terceira posição na geração de empregos – puxado pelo Comércio Varejista – em seguida aparece a Construção Civil.

Conforme Koch, somente nos quatro primeiros meses de 2013, as micro e pequenas empresas gaúchas admitiram mais de 34 mil funcionários, o que comprova seu papel fundamental na economia do Estado. “Isso mostra a responsabilidade que o SEBRAE/RS tem frente ao preparo dessas empresas para que continuem evoluindo, bem como junto àqueles que pretendem abrir seu próprio negócio”, afirma o presidente.

Em nível nacional, foram gerados 196.913 empregos formais celetistas, com as MPE respondendo pela criação líquida de 140.271 postos de trabalho, enquanto as MGE registraram 52.785 novos postos. A Administração Pública registrou apenas 3.857 empregos.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

15 de Dezembro de 2017

Empresas da saúde conquistam resultados com projeto do Sebrae RS

SAIBA MAIS

 

14 de Dezembro de 2017

Sebrae RS disponibiliza conteúdo online gratuito

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 15:14

Palestra traz impactos de novo sistema para pequenas empresas

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 11:48

Pizzaria se moderniza inspirada em poesia, com apoio do Sebrae