Loading SEBRAE

Mais buscados: sei consultoria Credito Boas praticas EMpretec

Loading SEBRAE

Moveleiro

Fidelizando clientes

Vendedores bem treinados e atenção aos detalhes do ambiente agregam valor ao ponto de venda

10/01/17
Ana Paula Rezende

Ana Paula Rezende

Gerência Setorial do Comércio e Serviços

COMPARTILHE
Mais acelerado, o mercado moveleiro desfia os lojistas a oferecerem agilidade sem abrir mão da qualidade

Concretizar uma venda na loja é mais do que entregar um produto: é uma experiência crucial para que o cliente decida voltar à sua loja no futuro. Por isso, agregar valor ao ponto de venda é fundamental. Algumas medidas podem atrair e fidelizar clientes, fortalecendo sua posição no mercado.

Investir em treinamento dos vendedores é fundamental. Eles precisam conhecer bem os produtos e ir além: ser capazes de captar as necessidades dos clientes para garantir que eles saiam da loja seguros e satisfeitos com o investimento que acabaram de fazer. Como explica Ademir Deitos, presidente da Redlar, o perfil da equipe mudou nos últimos anos: “Antigamente, os funcionários eram apenas tiradores de produtos. Agora, investimos em uma equipe que se envolva com a compra do cliente”.

Ativa desde 2005, a Redlar é uma rede de cooperação entre lojistas do mercado moveleiro gaúcho, através de associações. Além do treinamento, a rede aposta em planejamento do layout do ponto de venda, fachadas e vitrines padronizadas, climatização de ambientes e iluminação diferenciadas. Criar um ambiente agradável e bem organizado melhora a experiência de compra do cliente.

48_gcomgind_moveleiro_agregarvaloraopontodevenda_840x415

É importante reconhecer que os compradores hoje têm muito mais acesso a informações e buscam produtos que sigam tendências de design e tecnologia. O setor moveleiro atualmente é muito mais dinâmico, aproximando-se da dinâmica de lançamentos do setor da moda. “O público quer a novidade, não podemos mais ficar com o mesmo produto por um ano no mostruário. A troca deve ser de trimestral”, recomenda Deitos. O ponto de venda precisa, portanto, refletir a velocidade das transformações do setor – não pode ficar parado no tempo.

Agregar valor ao ponto de venda portanto, pode ser um trunfo para fidelizar clientes e ganhar mercado, mesmo em tempos de crise, como exemplifica o presidente da Redlar: “As nossas lojas mais bem geridas, com maior valor agregado, tiveram um crescimento de vendas em 2016, em um período em que está todo mundo vendendo menos”.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

21 de Agosto de 2017

As pessoas de uma empresa são parte fundamental dos negócios

SAIBA MAIS

 

21 de Agosto de 2017

Estande coletivo apresenta novidades de empreendedores gaúchos na Expoagas

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 21/08/2017 10:05

Tour da Moda leva varejistas a visitas técnicas em São Paulo

Sebrae RS Podcast 17/08/2017 16:25

Salão do Empreendedor ocorre durante a Expointer