Loading SEBRAE

Mais buscados: sei Credito Consultoria BOAS PRATICAS Empretec

Loading SEBRAE

Finanças

Acesso ao Crédito

O que o gerente do seu banco quer ouvir?

02/10/17
Patrcia de Lima Bossle

Patrcia de Lima Bossle

Gerência de Inovação, Mercado e Serviços Financeiros

COMPARTILHE
Boa impressão, confiança e o contato próximo ao seu gerente são importantes para ter um bom relacionamento com o seu banco

Mas afinal, o que o gerente do banco quer ouvir do cliente? Você deve imaginar que seja:

“Quero fazer um consórcio e um título de capitalização!”

Você não está errado. E certamente, o seu gerente gostaria de escutar isso – até em virtude das altas metas comerciais de vendas que o seu gerente possui.  Mas essa situação não acontece, geralmente. E o que você deve saber é que a boa impressão, confiança e o contato próximo ao seu gerente são importantes para ter um bom relacionamento com o seu banco.

O relacionamento bancário não é apenas para beneficiar o banco. Construir um relacionamento com o seu gerente de contas significa estabelecer confiança em ambas as partes. Quanto mais forte essa confiança, mais benefícios gera para o cliente e para o banco.

As instituições financeiras consideram vários fatores para decidir acerca do crédito e ter um bom relacionamento com seu gerente tem impacto positivo em suas solicitações com o banco.

Listamos cinco fatores que são importantes você conversar com o seu gerente:

  1. Visita à empresa: é fundamental o banco conhecer o seu negócio, o local que está instalado, o dia-a-dia da empresa, seu funcionamento. Convide o seu gerente a visitá-lo.
  2. Mostre os seus resultados e como está o seu negócio: informações financeiras, como fluxo de caixa, as suas projeções financeiras, como estão as suas vendas, dependendo do tipo de negócio quem são seus principais clientes, como concentram-se as vendas e seus fornecedores, o quanto são organizadas as suas contas tanto na pessoa física, como na pessoa jurídica, são importantes. 
  3. Demonstre capacidade de pagamento: Informe as operações que você tem outras instituições financeiras, a que se referem essas operações. O quanto você tem de capacidade de pagamento para operações futuras. Apesar dos bancos conseguirem ver o seu grau de endividamento, é importante detalhar como está a situação da empresa junto ao mercado financeiro.
  4. Garantias para as operações: Se você tiver garantias para futuras operações de crédito, informe o seu gerente. Recebíveis dos cartões de crédito, duplicatas a receber, máquinas e equipamentos, imóveis, contratos com clientes, são alguns exemplos de garantias, que você pode sinalizar ao seu banco, caso possua.
  5. Cadastro atualizado: manter as informações atualizadas junto ao seu banco é importante. Sempre que tiver alguma mudança ou alteração nas suas instalações, faturamento, alguma mudança significativa informe ao seu gerente. Um bom e completo cadastro é fundamental para a análise de crédito.

Saiba mais sobre o tema – Clique Aqui

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Veja Mais

Tendências | GEM

Novos modelos de negócios

Você está preparado para as novas tendências do seu mercado?

Metalmecânico

Processo Produtivo

Uma luz para ajudar na separação de produtos

Inovação

Design Thinking e Inovação

Design Thinking: gerenciando projetos de inovação

Notícias

20 de Outubro de 2017

Turismo impulsiona o desenvolvimento de Morro Redondo

SAIBA MAIS

 

20 de Outubro de 2017

Seminário sobre a Junta Digital ocorre em Lajeado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/10/2017 12:01

Seminário Crescer Sem Medo debate mudanças do Simples Nacional

Sebrae RS Podcast 18/10/2017 16:36

Projeto Costa Doce Natureza promove rodada de negócios