Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI consultoria Credito BOAS PRATICAS empretec

Loading SEBRAE

Facere Embalagens amplia capacidade produtiva em 150%

12/01/17
SEBRAE RS

SEBRAE RS

Redação

COMPARTILHE

Através de ações do SEBRAE RS, a empresa também percebeu a necessidade de buscar financiamento para a compra de um caminhão

Preocupada com o meio ambiente, a Facere surgiu para atender as necessidades dos clientes que buscam embalagens seguras, sustentáveis e de qualidade. Depois de seis anos no mercado, a empresa do município de Cachoeirinha precisava se desenvolver: em 2012, o empreendimento encontrou no SEBRAE RS o avanço que precisava.

Desde o ano passado, a Facere participa do projeto da instituição Adensamento da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia da Região Metropolitana que promove diversos cursos e consultorias. Através dos “Indicadores de Desempenho”, foram avaliados a evolução e o amadurecimento da empresa a fim de enxergar o que deveria melhorar e os próximos passos rumo ao desenvolvimento.

De acordo com o presidente do SEBRAE RS, Vitor Augusto Koch, “o projeto Adensamento da Cadeia Produtiva do Petróleo, Gás e Energia é desenvolvido pelo convênio SEBRAE e Petrobras e promove uma série de atividades que propiciam um ambiente favorável para inserir, de forma competitiva e sustentável, micro e pequenas empresas na cadeia de fornecimento do setor, adequando a base de fornecedores ao que os investidores necessitam”.

O pequeno negócio implantou em 2012 controles gerenciais nas áreas de finanças e marketing. Já neste ano, o empreendimento está participando do Programa SEBRAE de Gestão da Qualidade (PSGQ), atividade de autoimplementação de sistema de gestão voltado à qualidade. O PSGQ conta com uma carga horária de treinamento de 100 horas e 22 de consultoria.

“Melhorias no ambiente de trabalho, nos controles financeiros, no planejamento das ações gerenciais e o aumento da capacidade produtiva em 150% foram alguns dos resultados do projeto do SEBRAE RS até o momento”, afirma Martin Bantel que, junto com os sócios Graziela e Marcos Bantel, comandam a Facere Embalagens. “A partir dos planos de negócio e financeiro, que identificaram as necessidades para o crescimento da empresa, buscou-se a viabilização de empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES)”, completa o proprietário.

O financiamento viabilizou a compra de vários equipamentos entre eles, um caminhão. Antes, a empresa utilizava uma camionete para transportar seus produtos. Segundo a gestora do projeto do SEBRAE RS Adensamento da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia da Região Metropolitana, Ana Carolina Borges, depois da reorganização de custos e de um estudo de viabilidade, os empreendedores constataram que ao invés de fazer três ou mais viagens de entrega de produtos para um mesmo cliente, um caminhão seria o ideal para transportar um volume maior de objetos com um custo praticamente equivalente.

Nos últimos meses, a Facere vem se destacando no mercado pela tecnologia, confiabilidade de seus produtos e serviços. O negócio também vem reciclando e investindo constantemente na busca de novas técnicas que reduzam as agressões ambientais. “Sem as consultorias de negócio, o planejamento e os indicadores, a empresa provavelmente teria muitas dificuldades em alavancar seu crescimento”, ressalta Bantel.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

21 de Agosto de 2017

As pessoas de uma empresa são parte fundamental dos negócios

SAIBA MAIS

 

21 de Agosto de 2017

Estande coletivo apresenta novidades de empreendedores gaúchos na Expoagas

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 21/08/2017 10:05

Tour da Moda leva varejistas a visitas técnicas em São Paulo

Sebrae RS Podcast 17/08/2017 16:25

Salão do Empreendedor ocorre durante a Expointer