Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Moda

Vendas on-line

Setor lidera número de pedidos no comércio virtual

14/02/18
Fabiano Bassani Zortéa

Fabiano Bassani Zortéa

Coordenador estadual da Moda do SEBRAE RS.

COMPARTILHE
Segmento de moda e acessórios liderou o volume de produtos pedidos e ocupou 6º lugar em faturamento, sendo responsável por 6,4% da receita total de vendas on-line no Brasil

Na contramão da crise econômica, um segmento que se destaca pela força e lucratividade é o mercado da moda. Quem é criativo e sabe aproveitar as oportunidades consegue expandir o negócio e aumentar a rentabilidade. Com o avanço da tecnologia e da inclusão digital, as vendas efetuadas de forma virtual cresceram consideravelmente no mercado da moda.

Segundo relatório da Ebit, empresa que avalia, classifica e certifica lojas virtuais e que acompanha a evolução do varejo digital no País, o faturamento no e-commerce brasileiro passou de R$ 21 bilhões no primeiro semestre de 2017. O segmento de moda e acessórios liderou o volume de produtos pedidos no comércio eletrônico e ocupou o 6º lugar no ranking de faturamento, sendo responsável por 6,4% da receita total de vendas on-line no Brasil.

Com as diversas ferramentas disponibilizadas na internet, é possível o empreendedor encontrar diferentes maneiras e canais para anunciar seus produtos. O diferencial do comércio on-line é justamente o leque de opções para expandir a marca e para atingir um público cada vez mais abrangente. O mercado on-line é um excelente canal de venda para os micro e pequenos empresários do setor, que poderão comercializar seus produtos de forma barata e sem burocracias. Criatividade na hora do anúncio, fotos nítidas e preços atraentes podem deixar suas ofertas mais interessantes e, consequentemente, aumentar sua clientela.

 

Mais consumidores on-line

Ainda de acordo com a Ebit, alguns fatores permitiram que o volume de consumidores que fizeram pelo menos uma compra no primeiro semestre de 2017 fosse maior que no ano anterior: oportunidade de acesso à internet com a democratização do acesso 3G e 4G e as já conhecidas vantagens oferecidas pelo comércio eletrônico, como, por exemplo, preços baixos e informações sobre produtos. A empresa registrou um total de 25,5 milhões de consumidores ativos comprando pela internet, um crescimento de 10,3%. Outro dado importante registrado no primeiro semestre de 2017 foi a mudança de comportamento dos consumidores que preferem comprar pela internet. Mais de 48% das vendas capturadas no e-commerce foram pagas à vista. Para a empresa, tal fenômeno pode ser explicado pelos incentivos ofertados pelas lojas aos clientes que optam pelo pagamento nesta modalidade.

 

Saiba Mais

Acesse o Curso Online – 360° – um olhar sobre a cadeia de moda

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 24/04/2018 14:54

Sebrae leva MPEs para maior feira médica da América Latina

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde