Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Moda

Movimento ageless

Idade não é documento: seu cliente pode não ser mais o mesmo

28/03/18
Fabiano Bassani Zortéa

Fabiano Bassani Zortéa

Coordenador estadual da Moda do SEBRAE RS.

COMPARTILHE
A virada de chave neste processo é pensar o consumo baseado no desejo, não mais na idade

Cada vez mais as pessoas querem se manter ativas e com saúde. Estão se preocupando com uma expectativa de vida longa. E demonstram menos atenção com preconceitos em função da idade. Trata-se de um grupo de pessoas que transparecem sua idade real e não se sentem obrigadas a atender padrões de uma faixa etária. Agora imaginem a quantidade de oportunidades de negócios que surgem com essa mudança de comportamento. A mudança no estilo de vida e na perspectiva das pessoas instiga as marcas de moda a reverem conceitos de oferta e posicionamento.

Acredito que a virada de chave neste processo é pensar o consumo baseado no desejo, não mais na idade. Ageless é um movimento de moda que surge como uma nova tendência e estimula as marcas a refletirem sobre sua definição de público-alvo. Muitas marcas de moda feminina que atendem mulheres de vinte e poucos anos despertam desejo em suas mães. Os avós também estão curtindo as camisetas descoladas dos seus netos. Estão mudando o estilo, mais interessados em cores e estampas, em comunicar algo diferente.

Muitas vezes a moda impõe regras, de forma até cruel, sobre o que está ou não em alta. Entretanto, o contato com informações do mundo inteiro nas redes sociais desperta uma sensação de maior confiança para que cada pessoa se sinta segura para usar o que gosta. Aumenta a convicção para enfrentar o que é dito como certo ou errado do ponto de vista de estilo. Quebra barreiras. Uma jovem pode usar o vestido da avó, e por que o contrário deve ser proibido? Envelhecer não é empecilho para se ter uma vida ativa, livre e criativa. De uns tempos para cá tem mais exemplos de pessoas que se comportam assim. Não importa quantos anos passem, cada vez mais o que está valendo é se sentir feliz e confortável na roupa que se desejar.

E o que as marcas precisam fazer? Elas são o ponto de identificação da empresa com o público, e se quiserem surfar a onda deste movimento precisarão estar intimamente conectadas e adaptar sua comunicação, sua loja, seu visual merchandising. A Reserva é uma marca brasileira que defende a inclusão no seu posicionamento. Desenvolve coleções para homens jovens, mas quer muito que os mais maduros também usem. E para estimular a conexão com este novo público, de forma genuína, contrata vendedores acima de 60 anos que se identifiquem com seus valores e desejos. Marca é o lugar que a empresa reserva na mente dos seus consumidores. Se quiser obter o engajamento de qualquer novo grupo de clientes, precisará avaliar se está se comunicando com ele de forma verdadeira.

Espero que você possa ter identificado oportunidades a partir da reflexão nesta leitura. Mais do que nunca, o consumidor é quem traça os rumos. Assim gira o mundo da moda, onde uma coisa é dada como certa. Roupa não tem idade.

SAIBA MAIS

Curso Online – 360° – um olhar sobre a cadeia de moda

 

 

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 24/04/2018 14:54

Sebrae leva MPEs para maior feira médica da América Latina

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde