Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Moda

Negócios

Como será o varejo do futuro?

14/03/18
Fabiano Bassani Zortéa

Fabiano Bassani Zortéa

Coordenador estadual da Moda do SEBRAE RS.

COMPARTILHE
O desafio do varejo nunca foi tão grande. Resolver tudo sozinho não é a melhor opção. Estabelecer parcerias estratégicas nunca foi tão necessário

Falar que o comportamento do consumidor mudou não surpreende mais ninguém. O que instiga a partir de agora é compreender quais são as novas demandas, os novos desejos, as novas jornadas dos clientes quando se relacionam com a marca. Está cada vez mais complexo afirmar que conhecemos o comportamento dos clientes. Isso porque eles não se comportam mais de forma linear, os consumidores estão realizando diferentes jornadas. Por exemplo: em alguns dias preferem consultar informações na internet e comprar na loja; em outros, comprar no site e retirar na loja; ou receber em casa, depende. Os novos clientes, também conhecidos como omniconsumidores, sabem que existem possibilidades e querem fazer uso delas conforme a necessidade de cada dia.

Vamos aos exemplos que ditam as tendências. Enquanto o Walmart, que está no topo da lista dos maiores players do varejo mundial e possui uma das maiores redes de lojas nos Estados Unidos, está investindo em modelos menores, mais ágeis e que incorporam iniciativas do digital, a Amazon, gigante do comércio eletrônico, está fazendo o caminho inverso, experimentando o varejo físico, primeiro com a Amazon Books, uma livraria, e agora com a Amazon Go, o supermercado que promete acabar com as filas dos caixas. O chinês Alibaba também está mostrando que não é apenas um e-commerce, mas uma grande plataforma com diferentes negócios totalmente integrados. Com apenas um cadastro, a companhia identifica o consumidor, seja online ou em uma loja de sua rede de supermercados, o Hema Market, sua principal investida no varejo físico.

Os avanços tecnológicos e as transformações nas demandas de consumo indicam o fim do ponto de venda como a gente conhece. Agora as lojas físicas começam a ter um comportamento semelhante ao site. São lojas que se modificam com frequência, fazem ações inéditas e interagem com a comunidade. A publicidade também está mudando, será basicamente feita por influenciadores, aquele cliente que é fã da marca. Aliás, o melhor marketing que podemos fazer é estimular o cliente a falar da nossa marca, as pessoas querem audiência e momento inéditos, podemos nos inspirar para realizar ações de engajamento apenas observando as redes sociais.

Além do dinamismo, os pontos de venda estão passando a utilizar painéis interativos, reconhecimento facial para personalizar as interações com o cliente, locais para retiradas de produtos comprados na internet, self-checkouts para eliminar as filas e realidade aumentada para auxiliar na decisão de compra. Tudo precisa ser simples e fácil. Como exemplo desta mudança na forma de fazer o varejo, o presidente da Levi´s, James Curleigh, subiu no palco do NRF 2018 e revelou que o principal desafio da marca é tornar muito simples a decisão de comprar um jeans, visto que estamos em um mundo de decisões complexas.

O desafio do varejo nunca foi tão grande. Resolver tudo sozinho não é a melhor opção. Estabelecer parcerias estratégicas nunca foi tão necessário, independente do tamanho da empresa ou setor de atuação. Precisamos refletir sobre a experiência que queremos oferecer e quem pode nos ajudar a viabilizar. Terceirizar etapas para startups pode ser uma ótima alternativa, assim como interagir com a loja ao lado e promover ações que aumentem o fluxo.

O varejo está no caminho da plenitude na conveniência, ou seja, quanto menos atrito e mais fácil de acessar, mais relevante será para o consumidor. Portanto, analisar a jornada do cliente quando se relaciona com a empresa e simplificar as interações devem nortear o pensamento estratégico. O desafio é gerenciar a complexidade que envolve uma operação de varejo fazendo com que seja simples para o cliente, sofisticado na retaguarda, simples no balcão. O varejo que ganhará o jogo é aquele torna a vida mais fácil.

 

Saiba Mais

Palestra Online – Palestra online – Tendências do varejo mundial

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 24/04/2018 14:54

Sebrae leva MPEs para maior feira médica da América Latina

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde