Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI credito CONSULTORIA Boas Praticas EMpretec

Loading SEBRAE

Moda

Aonde está o seu fornecedor?

13/11/17
Fabiano Bassani Zortéa

Fabiano Bassani Zortéa

Coordenador estadual da Moda do SEBRAE RS.

COMPARTILHE
Os varejistas que estiverem conectados com a indústria em ambientes colaborativos serão mais competitivos, e quanto mais próximo, melhor para agregar valor.

Dentro do contexto de transformação que está a cadeia produtiva da moda, podemos identificar algumas lacunas no mercado, que sinalizam oportunidades para o desenvolvimento dos pequenos negócios, tanto na indústria, quanto no varejo. Importante salientar que nos países desenvolvidos, as pequenas empresas se posicionam nesta cadeia produtiva como parte de um processo de produção ou com alto valor agregado. No mercado brasileiro, ainda é comum identificarmos pequenas empresas, com produtos commodities, que se posicionam como concorrentes de médias e grandes, o que gera uma perda de competitividade em função da guerra de preços, na qual o pequeno negócio possui mais dificuldades, por ter menor escala de produção ou venda. Neste contexto, os varejistas que estiverem conectados com a indústria em ambientes colaborativos serão mais competitivos.

Realizamos uma pesquisa com as empresas que compõem a cadeia produtiva da moda no Rio Grande do Sul, para verificar gargalos de desenvolvimento. O que mais nos chamou a atenção é que existe uma desconexão entre a indústria e o varejo de moda no nosso Estado. Os varejistas informam que a maior parte das suas compras ocorrem em outros Estados, na sua maioria, em São Paulo e Santa Catarina. Então fomos entender as razões e, para nossa surpresa, não se tratava, prioritariamente, de preço e pronta entrega. Os varejistas responderam que priorizam as compras de fora do Estado em função de um relacionamento antigo com esses fornecedores e também por desconhecer uma alternativa de fornecimento dentro do Rio Grande do Sul. Ora, então a falta de integração da cadeia produtiva passa também por uma zona de conforto, por fazer as compras do mesmo jeito e/ou pela falha na comunicação da identidade de marca das indústrias.

Não queremos aqui fazer uma apologia para que os compras ocorram sempre de indústrias gaúchas. Obviamente o fornecimento deve estar relacionado com o posicionamento de cada marca. Agora, é claro que a proximidade física oferece uma séria de vantagens. E quando for possível, deveria ser priorizada. Falamos isto porque são muitos os casos de varejistas gaúchos que percebem que comprando de uma indústria daqui o relacionamento é mais estreito, existe uma maior confiança e abertura para flexibilidade na negociação. Se o consumidor não está gostando do corte, é possível dar feedback na modelagem. Se o cliente comentou que gostaria de determinada roupa ou sapato de outra cor ou com alguma especificidade, tem mais chances de conseguir uma customização com o fornecedor. Os custos logísticos são menores. Dependendo da parceria formada, pode haver mais agilidade na entrega e flexibilidade nos pedidos. Resolvemos os problemas de trocas de produtos de forma mais ágil também.  Com custos tributários menores, podemos aumentar as margens. Geramos emprego e renda no Estado o qual empreendemos e moramos. As equipes podem se encontrar de forma fácil. E por aí vai. Repare que é mais colaborativo. Mais próximo em todos os sentidos.

Comprar local é um movimento global que ganha muita força na medida em que o desenvolvimento regional acontece e as pessoas percebem que estão vivendo em uma comunidade melhor. Caso você não tenha fornecedores no Rio Grande do Sul, o que queremos com esta reflexão é que você pense, talvez mais de uma vez, nas razões pelas quais não compra da indústria gaúcha. Peça indicação para outros empresários. Experimente. Claro, se fizer sentido para você. E se você já tem fornecedores gaúchos, por favor, aí é um pedido, indique para outros lojistas. Acreditamos que, é a partir destas conexões, que vamos conseguir retomar o protagonismo gaúcho no mercado de moda.

Conheça outros artigos sobre o setor da Moda – Clique Aqui

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

20 de Novembro de 2017

Empresas são desafiadas a propor soluções para a indústria

SAIBA MAIS

 

20 de Novembro de 2017

SEBRAE RS promove empreendedorismo jovem em Santana do Livramento

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/11/2017 15:42

SEBRAE promove rodada de negócios em Passo Fundo

Sebrae RS Podcast 17/11/2017 18:31

Sebrae promove seminário sobre gestão de pessoas nos negócios