Loading SEBRAE

Mais buscados: sei Credito Consultoria Boas Praticas Empretec

Loading SEBRAE

Metalmecânico

Setor metalmecânico

Indústria 4.0 ao alcance das mãos

10/01/17
Luis Guilherme Menezes

Luis Guilherme Menezes

Gerência Setorial da Indústria

COMPARTILHE
Muitas empresas desconhecem que já têm na mão os requisitos necessários para aproveitar o que há de melhor na Indústria 4.0

Homens e máquinas trabalhando em sintonia para melhorar o processo de fabricação, aumentando a produtividade e reduzindo o desperdício nas indústrias. Simples, assim, é o conceito da tão comentada Indústria 4.0, termo que surgiu na Alemanha e rapidamente se espalhou pelo mundo.

O setor metal-mecânico é um dos que mais tem buscado acompanhar a revolução nos processos de manufatura ao eliminar os limites entre os mundos digital e físico e, ao mesmo tempo, preocupando-se com o desperdício e a melhor utilização dos recursos naturais.

Muitas empresas desconhecem que já têm na mão os requisitos necessários para aproveitar o que há de melhor na Indústria 4.0. Não se trata de automatizar todos os processos, mas, em grande parte das vezes, utilizar a tecnologia que já está disponível na fábrica para aplicá-la da melhor forma possível, dica que vale para todos os portes de empresas, explica Rovanir Baungartner, gerente de Inovação e Tecnologia do Senai-RS.

Contar com mão de obra qualificada é essencial neste processo, por isso a mão obra para Indústria 4.0 precisa especialização e treinamento – diz Hernane Cauduro, vice-presidente da Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos no Rio Grande do Sul (ABIMAQ-RS).

42_metalmecanico_industria-4-0_840x415

Aproveitar as ferramentas disponíveis significa, por exemplo, contar com trabalhadores que saibam acompanhar a manutenção de equipamentos por meio de sensores e, assim, fazê-los durar o dobro do tempo. O próximo passo envolve a aplicação mais voltada ao desenvolvimento de produtos e novos modelos de negócios – acredita Luis Guilherme Menezes, da Gerência Setorial da Indústria do SEBRAE RS.

Entre os benefícios, Menezes aponta a redução de custos, economia de energia, aumento da segurança, conservação ambiental, redução de erros, fim do desperdício, transparência nos negócios, personalização e escala na produção, além de uma melhor qualidade de vida aos trabalhadores.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

16 de Fevereiro de 2018

Programa auxilia propriedades a organizar rotinas de trabalho

SAIBA MAIS

 

15 de Fevereiro de 2018

Ferramentas online para o agronegócio

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 16/02/2018 11:12

Conexão da Moda tem inscrições abertas para lojas do setor

Sebrae RS Podcast 15/02/2018 11:05

Projeto busca aproximação entre varejo e indústria de moda no RS