Loading SEBRAE

Mais buscados: sei Credito Consultoria BOAS PRATICAS Empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Mesa farta para os pequenos negócios

30/09/15

Da Redação

COMPARTILHE

Loja de produtos 100% orgânicos, oriunda de um sítio de Montenegro e certificada pela Ecocert, investe em novas frentes de trabalho, valorizando o público local

Da Redação

Produtos vendidos na Mesa Natural são produzidos no Sítio das Acácias, em Montenegro (Foto: Divulgação)

Porto Alegre – O empreendedorismo nasce a partir da combinação da vontade de trabalhar por conta própria e da oportunidade de fazer algo diferente. Essa foi a fórmula que originou a empresa Mesa Natural, primeira loja de produtos orgânicos certificados pela Ecocert em Porto Alegre. O negócio rendeu frutos e continua crescendo com novas frentes de atuação. Essa trajetória bem-sucedida é um exemplo que ilustra a aplicação do Movimento Compre do Pequeno Negócio, iniciativa do SEBRAE Nacional que estimula as empresas locais e a economia.

A Mesa Natural foi criada a partir do Sítio das Acácias, localizado em Montenegro, que está na família dos irmãos Antonio e Clara Hartmann há mais de 100 anos. O destaque da propriedade sempre foi o cultivo sem uso de agrotóxicos, produção que era direcionada apenas para consumo interno. Essa realidade mudou quando a amiga do casal, Maria Aparecida Prates Paulo, mais conhecida como Apa, visitou o local. “Eu questionei esse destino, não havia nenhuma comercialização. Comecei a vender para alguns amigos, e a procura foi tão grande que tivemos que fazer a certificação da Ecocert”, conta a empresária, sócia de Clara. A Ecocert é uma organização certificadora de produtos orgânicos, fundada na França com atuação em mais de 80 países.

Com um pouco de divulgação e aumento da área de plantio, o negócio aumentou e foi preciso abrir uma loja. A Mesa Natural é a única totalmente certificada na capital gaúcha. No caso de comercializar algum produto que não seja cultivado em Montenegro, Apa é categórica na seleção. “Tudo é rastreado. Temos controle total de nossos produtos. Sei de onde veio, quem colheu, o horário, e assim identifico a quem recorrer no caso de algum problema”, explica.

As sócias, cientes tanto da crise econômica quanto da falta de água que pode impactar diretamente no preço dos alimentos, passaram a diversificar o negócio para driblar os problemas. Apa revela que a loja projeta servir pequenas refeições. “Lanches rápidos, sopas, essa é a nossa ideia. Vamos comprar também uma máquina para o preparo de café orgânico”, disse. Sobre o consumo local, a sócia entende que “as pessoas têm procurado cada vez mais os negócios do seu bairro. Elas gostam das feiras, da proximidade com parques, então é um momento interessante. No futuro, tenho ainda um sonho, que é implantar o projeto de franquias”, revela.

Do sítio para a cozinha

No processo de diversificação dos negócios, o sítio dos Hartmann passou a fornecer, também, para restaurantes locais. Atualmente os produtos têm como destino as mesas de quatro estabelecimentos. É o caso do Restaurante Lucca, criado em 2013 pelos sócios Lú Tostes Agrifólio, Caroline Martins e Maurício Olmi.

Caroline explica que a ideia era valorizar a cultura gastronômica local. “Além disso, sempre tivemos como meta cozinhar em um sistema que respeitasse mais os ingredientes”, conta. A partir dessa característica o cardápio do restaurante é sazonal, modificando-se de acordo com o que a estação oferta. “Já conhecíamos a Apa antes de ela abrir a loja. Quando ela criou o espaço, e nós, o restaurante, vimos que ela poderia ser uma ótima fornecedora de produtos naturais”, explica.

O restaurante recebe, entre outros itens, cenouras orgânicas e o suco de bergamota, com exclusividade, servido junto com a entrada de diversos pratos. Apa conta que “existe uma enorme relação de confiança entre a empresa e o restaurante. Sei que eles têm um cuidado grande com essa questão, e que o suco não será misturado”. Sobre os negócios locais, Caroline aponta os benefícios. “Comprar de uma pequena empresa nos possibilita negociar um preço melhor. Além disso, no caso dos orgânicos, sabemos a qualidade que o produto tem, e isso é perceptível”, conta.

No hotsite do Movimento Compre do Pequeno Negócio é possível conhecer mais sobre o tema, e também os fornecedores de produtos e serviços que estão mais próximos de cada cliente.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

20 de Outubro de 2017

Turismo impulsiona o desenvolvimento de Morro Redondo

SAIBA MAIS

 

20 de Outubro de 2017

Seminário sobre a Junta Digital ocorre em Lajeado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/10/2017 12:01

Seminário Crescer Sem Medo debate mudanças do Simples Nacional

Sebrae RS Podcast 18/10/2017 16:36

Projeto Costa Doce Natureza promove rodada de negócios