Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI credito consultoria boas praticas empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Corredores movimentados e negócios fechados

06/10/16

Da Redação

COMPARTILHE

Mercopar segue até esta sexta-feira em Caxias do Sul

Da Redação

visitação intensa proporcionou bons contatos e negócios aos expositores (Foto: Edu Rocha)

Caxias do Sul/RS – Com corredores e estandes movimentados, a 25ª Mercopar chega ao seu último dia nesta sexta-feira, 7 de outubro, potencializando oportunidades de negócios nas áreas de automação industrial, borracha, eletroeletrônico, energia e meio ambiente, metalmecânico, movimentação e armazenagem de materiais, plástico e serviços industriais. A expectativa é de que cerca de 15 mil pessoas passem pelo Centro de Feiras e Eventos Festa da Uva, em Caxias do Sul, durante os quatro dias da mostra.

Além do Projeto Comprador, onde estão agendadas 1.400 reuniões nas Rodadas de Negócios, os contatos entre visitantes e expositores vêm rendendo bons resultados. Há uma década a Fati Ferramentas já pode comemorar sua participação na feira. A empresa, com sede em Novo Hamburgo, efetivou algumas vendas e está satisfeita com o número de visitantes. Para a gerente comercial Fátima Cardoso, o resultado não é uma surpresa. “Realizamos um bom trabalho antes da feira para chamar nossos clientes, convidando para eles estarem presentes e prestigiar o evento. Isto traz bons resultados” enfatiza. A gerente comercial informa que a empresa trabalha dentro da realidade do cenário atual e aposta na reação do mercado. Sobre a feira, considera importante estar presente. “Aqui apresentamos produtos, fazemos contatos, buscamos mais clientes e temos certeza que o público é cada vez mais seleto, sabendo realmente o que busca”, afirma.

A Alltech já registrou a venda de uma injetora para peças plásticas (Foto: Edu Rocha)

Quem também já está comemorando é o Grupo Alltech. A empresa, de Caxias do Sul, responsável pela distribuição de máquinas e ferramentas importadas, também fechou negócios nestes dois primeiros dias da Mercopar, entre eles a venda de uma injetora para peças plásticas. Segundo seu diretor, Ricardo Pinto, isto é fruto de um bom trabalho durante o ano e que se consolida durante a feira. “Além de fazermos o relacionamento com nossos clientes, onde todos estão juntos num mesmo local e ambiente, o espaço serve para efetivação da venda” ressalta. Há 15 anos expondo na Mecopar, Ricardo avalia que o público “está bom” e a expectativa é melhorar ainda mais. De acordo com ele, estar presente na Mercopar é essencial para o crescimento e continuidade da empresa. “Apesar do momento delicado do País, a Alltech está satisfeita em estar presente e quem sabe fechamos mais vendas até o final da feira. Continuar expondo é certeza de bons negócios e prospecção de mais clientes” conclui.

OTIMISMO E BUSCA DE TECNOLOGIA ESTIMULAM VISITAS – Aumento no nível de segurança do trabalho e na produtividade foram algumas das soluções que Rafael Silva de Antoni encontrou ao percorrer estandes na 25ª Mercopar. Ele é chefe de Laboratório do setor de Siderurgia da Gerdau e conta que precisa incrementar melhorias em alguns de seus processos. A manipulação de materiais pesados é um desses pontos e, visitando expositores, identificou a oferta de equipamentos que podem diminuir os riscos para os operadores da empresa onde atua. Além disso, conheceu equipamentos capazes de promover a modernização na área de automatização. “Poder contar com essas máquinas em nosso cotidiano significa mais produtividade, redução de custos e otimização do tempo”, afirma Antoni. Visitando a mostra pela primeira vez, ele se diz bastante satisfeito com a oferta de soluções para seu setor. Agora, afirma otimista, é só elaborar o planejamento para 2017 e incluir as novidades que conheceu na Mercopar.

Otimismo também é a sensação da coordenadora comercial da Dimel Material Para Embalagens, de Estância Velha, Denise Hoppe. Ela visita clientes expositores da mostra para sentir de perto a realidade de cada um. E o que tem visto a deixa bastante satisfeita. Denise diz perceber esperança no futuro, já que seus clientes não deixam de investir em uma feira grande na busca por novos negócios e consolidação das conquistas. “Apesar da crise, das dificuldades que todos os segmentos passam, a gente vê que o empreendedor tem fôlego e não dispensa a tecnologia. Isso é um bom sinal também para o nosso negócio”, avalia Denise.

Três anos depois de visitar a Mercopar pela primeira vez, o empresário pelotense Oldair Vieira voltou aos pavilhões da mostra para conhecer novidades para seu empreendimento. Ele faz parte de um grupo de serralheiros que ocupou dois ônibus especialmente para visitar a feira em Caxias. “Da primeira vez que estive aqui encontrei muitas coisas boas para meu negócio, que fizeram a diferença, como máquinas para solda. Agora, volto para saber de que forma posso continuar a crescer”, comenta Vieira.

A Mercopar é realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul (SEBRAE/RS) e Hannover Fairs Sulamérica, empresa do Grupo Deutsche Messe AG. Mais informações sobre a Mercopar podem ser obtidas no site www.mercopar.com.br.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

23 de Outubro de 2017

Oportunidades de negócios para empresas do setor de energia

SAIBA MAIS

 

20 de Outubro de 2017

Turismo impulsiona o desenvolvimento de Morro Redondo

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 23/10/2017 10:55

Evento em Lajeado apresenta vantagens da Junta Digital

Sebrae RS Podcast 20/10/2017 12:01

Seminário Crescer Sem Medo debate mudanças do Simples Nacional