Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CONSULTORIA Credito Boas praticas Empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Menos burocracia e mais empreendedorismo em Cachoeira do Sul

17/11/16

Da Redação

COMPARTILHE

Diretor-superintendente do SEBRAE/RS e o prefeito Neiron Viegas formalizaram a implementação da Redesimples no município

Da Redação

O Superintendente do SEBRAE/RS (primeiro à dir.) e o prefeito Neiron Viegas formalizaram a implementação da Redesimples (Foto: Celso Elesbão)

Cachoeira do Sul – Desde o início do mês de novembro o processo de abertura e formalização de empresas no município de Cachoeira do Sul passou a ficar mais ágil e menos burocrático, graças à implementação da Redesimples – Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios. Na noite dessa quarta-feira, 16 de novembro, o superintendente do SEBRAE/RS, Derly Fialho, e o prefeito Neiron Viegas estiveram reunidos para formalizar esta importante iniciativa em solenidade realizada na sede do Sindicato dos Lojistas do Comércio (Sindilojas). Também participaram do evento o presidente da Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul, Homero Tatsch, o presidente do Sindilojas Vale do Jacuí, Jaucílio Lopes Domingues, a gerente da Regional Vales do Taquari e Rio Pardo, Liane Klein, e a gerente de Comunicação do SEBRAE/RS, Luciana Bueno.

“Implementar a Redesimples é um grande avanço que a administração municipal promove na cidade, na medida em que estimula o empreendedorismo produtivo, aquele em que todos saem ganhando, empresas e sociedade”, disse Derly Fialho durante seu pronunciamento. Conforme o dirigente, o SEBRAE/RS e a Junta Comercial do Rio Grande do Sul (Jucergs) lançarão, em breve, o Junta Digital, que possibilitará aos empreendedores de todo o Estado realizar os serviços de registro de atos empresariais pela internet. “Esta ação traz benefícios ainda para a administração pública, com a redução de custos de papel. Desde 2009, todos os novos processos já saem digitalizados. Do total de documentos em acervo físico da Jucergs – 24 milhões -, 9 milhões já foram colocados em ambiente digital. A expectativa é finalizar esse trabalho até dezembro de 2018”, acrescentou. O Prefeito Viegas aproveitou a ocasião para agradecer o trabalho realizado pelo SEBRAE/RS na implementação da Redesimples. “A equipe foi incansável neste processo, juntamente com os colaboradores da prefeitura e outras entidades”.

Conforme explica o técnico de Políticas Públicas da Regional Vales do Taquari e Rio Pardo do SEBRAE/RS, Alexandre Schmitt, os primeiros passos para a implementação da Rede iniciaram-se no início de 2016. “A ideia é manter o tempo de liberação dos alvarás para empresas de baixo risco previsto no plano da Redesimples, que é de cinco dias úteis”. Schmitt ressalta que “houve uma redução de 23 etapas para 11, uma das medidas que possibilitou chegar a esse prazo”, conta. Além disso, anteriormente, todas as empresas, independentemente do seu grau de risco, precisavam passar por vistorias prévias. A partir de agora, apenas aquelas que tiverem classificação de alto grau de risco terão que submeter-se a esses processos.

A Redesimples entrou em funcionamento em Cachoeira do Sul no dia 11 de novembro. Os empreendedores que desejarem informações adicionais e solicitar a formalização devem se dirigir à sede do Sindilojas (Rua Saldanha Marinho, 1156, no Centro).

Redesimples no Vale do Taquari e Rio Pardo
A Redesimples está presente em oito municípios da Região: Cachoeira do Sul, Estrela, Lajeado, Venâncio Aires, Santa Cruz do Sul, Encantado, Taquari e Encruzilhada do Sul. Outros três estão em processo de viabilização: Vera Cruz e Arroio do Meio (com lançamento ainda para o mês de novembro) e Teutônia, prevista para operar em 2017. Com a implementação de Cachoeira do Sul, Vera Cruz e Arroio do Meio até o final de 2016, serão atingidas 37.386 MPEs, 70% dos empreendimentos desse porte da região.

Sobre a Redesimples
A Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios foi instituída pela Lei nº 11.598/2007.

Benefícios para o município

  • Base de dados centralizada e compartilhada;
  • Incremento dos impostos municipais, a partir do aumento de formalização de empresas;
  • Redução do custo operacional das partes envolvidas;
  • Maior desenvolvimento do município.

Benefícios para o usuário

  • Entrada única de dados cadastrais e documentos;
  • Redução do tempo para registro e legalização de empresas;
  • Extinção da duplicidade de exigências;
  • Redução da burocracia com a modernização da gestão municipal;
  • Durante o processo de legalização de empresas, a informação é que circulará e não mais o cidadão.
COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

22 de Setembro de 2017

Salão da Inovação será destaque na Mercopar

SAIBA MAIS

 

21 de Setembro de 2017

Doces de Pelotas no cardápio da 25ª Avaliação Nacional de Vinhos

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 22/09/2017 09:32

Doces de Pelotas serão servidos na Avaliação Nacional de Vinhos

Sebrae RS Podcast 21/09/2017 11:32

Encontro em Santa Maria busca soluções digitais para a educação