Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria boas praticas empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Licenciamento para Copa é oportunidade para empresas

13/05/13

Da Redação

COMPARTILHE

Sebrae Nacional orienta pequenos negócios a obter licença para vender e comercializar produtos com a marca da FIFA

Larissa Meira

CopaSebrae Bola

Brasília – Bonés do mascote Fuleco e nas cores da bandeira brasileira estarão no portfólio da Boneska, pequena empresa de Apucarana (PR). Com apoio do Sebrae Nacional, a boneleira conquistou licenciamento para produzir e vender produtos oficiais com a marca Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013 e Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Agora, a empresa está em fase de desenvolvimento da identidade visual das mercadorias. “Queremos apresentar bonés criativos e bem brasileiros. Estamos animados”, comemora a empresária Siumara Miquelin da Costa.

A empresa estava entre as boneleiras do polo de Apucarana que participaram de encontro promovido pelo Sebrae com a Globo Marcas, agente de licenciamento oficial da FIFA. Pela primeira vez, as empresas de micro e pequeno porte podem ter acesso a produção e comercialização de produtos da FIFA. “Percebemos que os empresários tinham muitas dúvidas, mas o exemplo da Boneleska serve para desmistificar a dificuldade no processo. É uma grande oportunidade para as empresas se tornarem mais competitivas”, analisa o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Entre as principais questões esclarecidas durante a reunião, estavam dúvidas sobre o uso da propriedade das marcas na produção das mercadorias, entre camisetas, bonés e garrafas; a existência de mercado consumidor dos produtos oficiais e os canais de distribuição desses artigos. De acordo com estudo da Globo Marcas feito com consumidores brasileiros, 53% das pessoas se interessariam por produtos oficiais.

“A facilidade de distribuição e reposição de estoque foram fatores importantes para a escolha dos parceiros e queremos que proprietários de pequenos negócios estejam preparados para fazer parte do evento. Mas também é fundamental que eles atendam ao exigente requisito de qualidade na confecção de produtos e que tenham capacidade de produção”, relatou a Globo Marcas por meio de sua Assessoria de Comunicação. “A parceria com o Sebrae em Apucarana comprova que esse projeto com o Sebrae é o caminho certo para a inclusão das empresas de micro e pequeno porte no projeto da Copa”.

Apesar da proximidade da Copa das Confederações, que terá abertura no dia 15 de junho, ainda há tempo para os pequenos negócios de todo o país obterem licenciamento para vender produtos com a marca da FIFA. Os empresários devem apresentar os pedidos diretamente à unidade do Sebrae mais próxima. Como previsto em parceria entre a instituição e a Globo Marcas, o Sebrae irá reunir as empresas e projetos que estão dentro do padrão para o licenciamento e apresentar as propostas de produção e venda ou de ponto de venda para a Globo Marcas.

 

Distribuição

Para distribuir diferentes tipos de bonés, a Boneleska, por exemplo, vai utilizar os canais de venda já existentes no Brasil. São 15 pontos de distribuição, com foco nas capitais. “A Globo Marcas também vai indicar os pontos de distribuição que são prioridades para eles”, explicou o coordenador do programa Sebrae 2014 na unidade de Apucarana (PR), José Henrique Martins. A cidade reúne cerca de 200 empresas boneleiras e mais 300 estabelecimentos estão envolvidos na cadeia produtiva de bonés na região.

As micro e pequenas empresas podem trabalhar em três frentes para produzir ou vender produtos licenciados, tanto para a Copa das Confederações, como para a Copa do Mundo. A primeira refere-se aos quiosques oficiais que serão lançados em várias cidades do país, utilizando o sistema de franquia. Os pequenos negócios poderão, em uma segunda frente, obter licenciamento diretamente da Globo Marcas, para fabricar uma série de produtos como souvenir, calçados, bolsas, chapéus, bonés, itens de torcedor, vestuário, bola, e itens para casa. O terceiro caminho é a distribuição de mercadorias licenciadas pelas redes de varejo convencionais. Para empresário do comércio, por exemplo, vender produtos licenciados pode ser um grande diferencial.

O licenciamento permite que a empresa produza e venda, inclusive por meio de seus canais tradicionais de distribuição, produtos com o selo da FIFA e a identidade visual da Copa. Entretanto, a empresa não pode associar sua marca às da FIFA, ou seja, o produto não pode ter a logomarca da empresa licenciada. Terá apenas o seu nome na área de informações sobre o produto.

Orientação

Para entrar no mercado dos grandes eventos esportivos de forma competitiva e sustentável é preciso, no entanto, se preparar e seguir as regras do jogo. Os candidatos a licenciar marcas precisam atender a determinados requisitos, como conciliar qualidade e preço justo, fabricar produtos seguros, apresentar capacidade de distribuição e ter flexibilidade na entrega.

Para auxiliar os pequenos negócios interessados em atuar no mercado dos eventos esportivos, o Sebrae está disponibilizando diversas informações sobre o tema no site www.sebrae2014.com.br. No portal ainda é possível saber quais os canais de distribuição e produtos que podem ser licenciados, requisitos para licenciar uma loja oficial, formatos de licenciamento, entre outras informações referentes à Copa do Mundo e à Copa das Confederações.

 

Serviço:
Assessoria de Imprensa Sebrae
(61) 2107-9300
(61) 2104-2770/2769/2766
(61) 3243-7851

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

15 de Dezembro de 2017

Empresas da saúde conquistam resultados com projeto do Sebrae RS

SAIBA MAIS

 

14 de Dezembro de 2017

Sebrae RS disponibiliza conteúdo online gratuito

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 15:14

Palestra traz impactos de novo sistema para pequenas empresas

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 11:48

Pizzaria se moderniza inspirada em poesia, com apoio do Sebrae