Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei Consultoria Boas Praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Ivoti promove ações em prol dos pequenos negócios

28/09/15

Da Redação

COMPARTILHE

Evento que ocorre dia 29 de setembro marca a implementação da Lei Geral e da REDESIM e a inauguração do Espaço do Desenvolvimento

Da Redação

Ivoti é conhecida como Cidade das Flores (Foto: Divulgação)

Ivoti – Um novo tempo para a Cidade das Flores. O município dará um importante passo na terça-feira, 29 de setembro, a partir das 19 horas, com o evento Ivoti em Desenvolvimento, construindo parcerias. A solenidade marca o reconhecimento pela adoção da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) e a implementação da Rede Nacional para Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios (REDESIM). Também celebra a inauguração do Espaço do Desenvolvimento, para estimular o empreendedorismo e investimentos na cidade. A cerimônia ocorre na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) localizada na Rua Engenheiro Régis Bittencourt, 1945, no Bairro Harmonia, em Ivoti. Os empresários e autoridades regionais devem confirmar presença pelo telefone (51) 3562-8800 ramal 448.

Estarão presentes o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Banco; o prefeito Arnaldo Kney; o gerente da regional Sinos, Caí e Paranhana do SEBRAE/RS, Marco Aurélio Copetti; o presidente da Junta Comercial do Estado, Paulo Roberto Kopschina; o presidente do CDL de Estância Velha e Ivoti, César Claudemar Wecker; e a diretora-presidente do Badesul, Suzana Kakuta, que falará sobre financiamentos para promover o desenvolvimento.

A gestora de Políticas Públicas da Regional Vale dos Sinos, Caí e Paranhana do SEBRAE/RS, Paula Nicolini, ressalta o empenho do município em estimular o empreendedorismo local. “Ivoti realiza mais de 30% das compras de micro e pequenas empresas”, informa. Outro destaque da cidade está no fato de que 76% dos Microempreendedores Individuais estarem cadastrados na base de dados do município.

Ivoti também é pioneiro na criação do Espaço do Desenvolvimento, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento do município. “No primeiro andar funciona a Sala do Empreendedor, onde são feitos atendimentos para regularização de empresas e intermediação de microcrédito, por exemplo. E no segundo andar está a Sala do Investidor, um local destinado a receber as empresas interessadas em se estabelecer em Ivoti”, explica o agente de desenvolvimento Frances Souza.

Outra novidade em prol dos novos empreendimentos é a implantação da REDESIM. A partir de 1º de outubro quem quiser abrir uma empresa ou oficializar seu negócio terá à disposição um sistema unificado. O primeiro passo é acessar o site da Junta Comercial www.jucergs.rs.gov.br no link Integrar. Lá, deverão ser lançados os dados da empresa para avaliação da viabilidade de localização e do nome. “A resposta será enviada para o solicitante em até dois dias, já com a informação dos documentos necessários, caso tenha sido liberado”, informa Souza. Depois é só comparecer à Sala do Empreendedor, localizada na sede da Prefeitura Municipal (Avenida Presidente Lucena, 3527) com a documentação solicitada. “Em cinco a oito dias, o alvará será liberado para negócios considerados de baixo risco. Antes da REDESIM, o processo levava de 40 a 50 dias”, compara o agente.

Outros 12 municípios gaúchos estão integrados à REDESIM no Estado. O SEBRAE/RS e a Junta Comercial pretendem levar a solução integrada para 34 cidades até o final do ano.

A REDESIM

A Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios foi instituída pela Lei nº 11.598/2007 e atualmente está vinculada à Secretaria da Micro e Pequena Empresa – SMPE.

Benefícios para o município:
• Base de dados centralizada e compartilhada;
• Incremento dos impostos municipais, através do aumento de formalização de empresas;
• Redução do custo operacional das partes envolvidas;
• Maior desenvolvimento do município.

Benefícios para o usuário:
• Entrada única de dados cadastrais e documentos;
• Redução do tempo para registro e legalização de empresas;
• Extinção da duplicidade de exigências;
• Redução da burocracia através da modernização da gestão municipal;
• Durante o processo de legalização de empresas, a informação é que circulará e não mais o cidadão.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde

Sebrae RS Podcast 16/04/2018 16:45

Missão empresarial participa de feira industrial Alemanha