Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito Consultoria BOAS PRATICAS empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Inclusão financeira é debatida em Porto Alegre

30/10/12

Da Redação

COMPARTILHE

Evento é uma promoção conjunta do Banco Central e Sebrae

Da Redação
Governador Tarso Genro (Foto: Sebrae/RS)
Porto Alegre – Temas como cooperativismo de crédito, microcrédito e novos arranjos de pagamentos estão em discussão até esta quarta-feira (31/10), no 4º Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira, promoção conjunta do BC e do Sebrae. A cerimônia de abertura ocorreu na segunda-feira (29/10) e contou com a presença do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini; do governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro; do presidente do Sebrae/NA, Luiz Barretto; e do presidente do Sebrae/RS, Vitor Augusto Koch, entre outras autoridades políticas e financeiras.
 
Na abertura do encontro, o presidente do Sebrae/NA, Luiz Barreto, destacou que a inclusão financeira é tema central para o país alcançar o desenvolvimento. “É fundamental para melhorar a produtividade e competitividade das micro e pequenas empresas (MPE)”, disse. 
 
Barretto falou, ainda, sobre a lei que permitiu a formalização por meio da figura jurídica do microempreendedor individual (MEI). “Estamos fechando 2012 com quase três milhões de MEI, que se formalizaram e tiveram cesso à cidadania empresarial. Ao ter o CNPJ, o MEI acessa novos mercados, o setor governamental, o crédito, o que não teria como pessoa física. É um ganho extraordinário”, destacou.
 
Fundo Garantidor
O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, anunciou a criação do Fundo Garantidor de Cooperativas de Credito (FGCC), que vai avalizar as operações efetuadas pelo setor. “Entendemos que é um passo fundamental para a regulação do sistema de crédito”, disse, sob aplausos. Em seguida, ele destacou a parceria com o Sebrae para a realização do evento.
 
Já o governador Tarso Genro lembrou a tradição do Rio Grande do Sul no sistema cooperativado de crédito. “Aqui nasceu a primeira instituição comunitária de crédito”, afirmou. Segundo ele, o sistema de microcrédito local aportou, em apenas um ano, R$ 100 milhões para financiar proprietários de micro, pequenas e médias empresas, com inadimplência inferior a 0,3%. “A inclusão financeira é o nome radical da inclusão social, na medida em que combate as desigualdades e potencializa a economia de baixo para cima”, finalizou Tarso Genro.
COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

20 de Outubro de 2017

Turismo impulsiona o desenvolvimento de Morro Redondo

SAIBA MAIS

 

20 de Outubro de 2017

Seminário sobre a Junta Digital ocorre em Lajeado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/10/2017 12:01

Seminário Crescer Sem Medo debate mudanças do Simples Nacional

Sebrae RS Podcast 18/10/2017 16:36

Projeto Costa Doce Natureza promove rodada de negócios