Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria Boas Praticas EMpretec

Loading SEBRAE

Horticultura

Agronegócios

BPA: saiba o que são as boas práticas para o setor

12/01/17
Andre Bordignon

Andre Bordignon

Gerência Setorial do Agronegócio

COMPARTILHE
As BPAs incluem não somente cuidados no cultivo, mas também na relação com trabalhadores e no uso de equipamentos de segurança.

Com a demanda do consumidor por qualidade e procedência dos alimentos, cresce também a necessidade de uma entrega de produtos de maior qualidade e menor risco sanitário. Foi com esse contexto que surgiram as Boas Práticas Agropecuárias (BPA), que consistem em um conjunto de normas e recomendações técnicas que promovem a segurança do produto final.

A aplicação da BPA não é destinado somente ao cultivo, envolvendo por exemplo respeito a normas trabalhistas. É fundamental que os trabalhadores possuam equipamento de proteção individual (EPI), principalmente na aplicação de defensivos, e que estejam capacitados para o manejo desses produtos. Registrar o trabalhador na Previdência Social, bem como dispor próximo ao local de trabalho de um telefone para emergências e banheiros limpos e em bom estado também, são outros exemplos de boas práticas para os trabalhadores agrícolas.

110_cagro_horticultura-boas-praticas-do-setor_revisado_840x415

Quanto ao cultivo de hortaliças e afins, o agricultor deve plantar os alimentos em terrenos sem contaminantes químicos e longe de lixos e embalagens. É importante que a água que irriga o plantio esteja livre da contaminação, também. Outra recomendação é de que o produtor conheça os tipos de pragas e doenças que podem vir a ocorrer na área de cultivo e revise sempre possíveis fontes de contaminação de propriedades vizinhas.

Ao preparar o solo, é preciso, com apoio técnico, analisar o tipo e verificar se não há contaminantes. A posição do plantio com relação a áreas de criação de animais e a fossas assépticas, por exemplo, deve ser analisada, pois, caso as fezes do gado ou de outro animal se arrastem pela chuva para o terreno onde ocorre o plantio, pode ocorrer contaminação e até intoxicação alimentar pelo consumidor. Além disso, uso de agroquímicos só deve ser realizado com segurança e com produtos autorizados pelos órgãos nacionais competentes.

Estas são apenas algumas das práticas que o Programa Juntos para Competir, parceria entre FARSUL, SENAR-RS E SEBRAE RS, incentiva os produtores a adotar. O resultado é redução de riscos para o produtor e consumidor e melhoria da qualidade dos produtos. Em um ambiente de consumidores cada vez mais exigentes, a adoção ou não de BPAs pode ser a diferença entre sucesso ou fracasso do negócio.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

20 de Novembro de 2017

Empresas são desafiadas a propor soluções para a indústria

SAIBA MAIS

 

20 de Novembro de 2017

SEBRAE RS promove empreendedorismo jovem em Santana do Livramento

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/11/2017 15:42

SEBRAE promove rodada de negócios em Passo Fundo

Sebrae RS Podcast 17/11/2017 18:31

Sebrae promove seminário sobre gestão de pessoas nos negócios