Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei Consultoria Boas Praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Gaúcha é homenageada pelo Governo Federal

17/06/15

Da Redação

COMPARTILHE

Delci Lutz recebeu distinção da Presidente Dilma Rousseff por representar os 5 milhões de MEIs no País

Da Redação

Delci Lutz representou os 5 milhões de MEIs no Brasil na cerimônia em Brasília (Foto: Charles Damasceno)

Brasília – “Montei meu atelier mesmo cuidando dos meus filhos,” disse com orgulho a microempreendedora, Delci Lutz. Ela participou da cerimônia no Palácio do Planalto e representou os 5 milhões de MEIs existentes no Brasil. Com a presença da presidente da República, Dilma Rousseff, do ministro da Secretaria de Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, e do presidente do Sebrae, Luiz Barretto, o evento reforçou a importância, para a economia brasileira, desse tipo de empreendedor, que pode faturar até R$ 60 mil por ano e que existe desde 2009.

Ao receber uma placa comemorativa das mãos da presidente, Delci disse que além de usar o Bolsa Família e fazer cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), para se tornar dona do próprio negócio, os cursos do SEBRAE foram fundamentais. “Às vezes a conta não fecha”, ressaltou a gaúcha que cria e costura figurinos para espetáculos de dança e teatro e que se formalizou após um curso na área.

Mãe de dois filhos, hoje a empreendedora fatura entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil por mês, já comprou duas máquinas industriais e é professora de Corte e Costura no município de Morro Reuter. Antes, a renda da família era de apenas meio salário mínimo. “Sempre acreditei que ia fazer algo diferente, mas faltava um voto de confiança. Aí veio o Bolsa Família, depois o Pronatec e o SEBRAE, que me ajudaram no meu sucesso”, comemorou Delci.

A presidente Dilma Rousseff e o presidente do SEBRAE (primeiro à esq.) participaram da solenidade (Foto: Charles Damasceno)

Hoje, o País tem mais de 2,3 mil registros diários na categoria de MEI, o que corresponde a 97 inscrições por hora. “São 5 milhões de batalhadores que deixaram para trás o medo da fiscalização. Ter o negócio formalizado implica em autoestima. Implica em se colocar no mundo como cidadão, com direitos e deveres”, afirmou Dilma Rousseff.

“O MEI se tornou uma alternativa real para os beneficiários do Bolsa-Família. Ou seja, estão identificando oportunidades de ter seu próprio negócio e superar a pobreza”, reforçou o presidente do SEBRAE. A capacitação foi defendida por Luiz Barretto como o fator que faz a diferença na gestão das empresas. “O SEBRAE tem esse papel de melhorar a gestão e dar acesso ao empreendedor a novos mercados”.

Já o ministro Guilherme Afif Domingos disse que depois que esse empreendedor consegue melhorar de vida, ele passa a se autossustentar e não depender mais dos incentivos do governo. “Cerca de 500 mil oriundos do Bolsa Família vieram para o MEI. É esse o caminho. À medida que eles ascendem a mínimas condições sociais, a primeira coisa que eles buscam é a certificação”, explicou.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde

Sebrae RS Podcast 16/04/2018 16:45

Missão empresarial participa de feira industrial Alemanha