Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Redes de Cooperação

Indicadores de desempenho

Medição de Desempenho em redes de cooperação

19/03/18
Denis Carraro

Denis Carraro

Especialista em planejamento e gestão estratégica e Sócio da Sustentare Consultoria Empresarial

COMPARTILHE
Ter indicadores em redes de cooperação é fundamental para se observar os ganhos de um trabalho conjunto

As organizações necessitam de instrumentos de gestão capazes de subsidiar as principais lideranças em sua tomada de decisão de forma precisa e no tempo necessário, independente se o segmento em que atua seja do setor público, privado, terceiro setor ou especificamente entidades que representam grupos de empresas.

Segundo o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), em sua publicação “monitoramento de desempenho empresarial”, registra que “os conceitos e práticas apresentados, quando devidamente adaptados, podem ser aplicados a diversos tipos de organizações, independentemente de seu porte, maturidade, estrutura societária e objeto social” (IBGC, 2017 p.4). Ainda complementa dizendo que “…mensurar o desempenho e os riscos em uma organização é um ciclo virtuoso que envolve a definição de estratégias, a adoção de planos, a sua execução, o monitoramento e os ajustes de percurso” (IBGC, 2017 p.41).

Redes de Cooperação são entidades associativas que representam um conjunto de empresas que visam benefícios comuns. Esses devem contribuir para o fortalecimento da rede e a consolidação da marca no mercado. Isso possibilita aos participantes obterem benefícios maiores do que teriam em caso de atuação individual.

Importante destacar que a consolidação da rede no mercado somente será possível se ela adotar um modelo de gestão consistente. Este modelo deve contemplar a seguinte estrutura:

Também será necessária a utilização de instrumentos de planejamento e gestão para que os integrantes da estrutura organizacional possam desenvolver suas atividades com base na visão estratégica do conjunto de associados. Isso requer um adequado sistema de monitoramento de desempenho com base em indicadores e metas, definidos a partir dos objetivos estratégicos estruturados no planejamento da entidade.

De forma consolidada o sistema de gestão deve contemplar o que segue:

Uma vez definidos os indicadores será necessário definir as metas mensais e anuais, para que seja possível fazer a gestão estratégica do planejamento. Isso permitirá elaborar o sistema de medição de desempenho para a comparação entre o realizado e o planejado, a cada período de análise.

Para finalizar pode-se afirmar que a medição de desempenho é uma parte do processo de planejamento e gestão da rede. Tem a finalidade de priorizar os interesses coletivos em detrimento aos interesses individuais, na busca de benefícios comuns. A implantação de um adequado processo de gestão com o monitoramento das ações e dos indicadores garantirá a conquista de melhores resultados para a rede e seus integrantes.

 

 

 

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Veja Mais

Redes de Cooperação

Ação conjunta

Agrocooperação: a união que traz melhorias

Redes de Cooperação

Dados estratégicos

Redes, sua representatividade no RS e seus gargalos

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 24/04/2018 14:54

Sebrae leva MPEs para maior feira médica da América Latina

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde