Loading SEBRAE

Mais buscados: sei Credito Consultoria BOAS PRATICAS Empretec

Loading SEBRAE

Energia

Consumo consciente

Saiba como melhorar a eficiência energética e gerar economia na sua empresa

24/02/17
Alexandre Zigunovas Júnior

Alexandre Zigunovas Júnior

Gerência de Inovação, Mercado e Serviços Financeiros

COMPARTILHE
Produtos que possuem o Selo Procel com nota A pelo Innmetro contribuem muito com a eficiência energética no estabelecimento.

As crises econômicas e a busca por competitividade do mercado são fatores que fazem com que a redução de custos seja fundamental para manter uma empresa saudável. Neste contexto, a energia tem um papel importante, pois o consumo dela é essencial, mas mesmo assim é possível diminuir custos nesta área.

Procurar um profissional especializado em eficiência energética para verificar as possibilidades de instalação de placas solares é sempre recomendável. Porém, existem medidas mais simples que podem ajudar o empreendedor a economizar, antes de investir pesado em energia renovável.

A primeira dica é potencializar o uso de luz natural. Espaços bem iluminados naturalmente colaboram para que lâmpadas não fiquem ligadas durante o dia, por exemplo. Criar sistemas independentes também é uma ótima alternativa. Ambientes com diversos interruptores auxiliam a iluminar apenas o necessário, podendo formar diversas composições. Ainda na área de iluminação, instalar sensores de presença também ajuda a economizar. O recomendável é instalar o sensor em ambientes com pouco movimento ou sem movimento constante, como corredores e banheiros.

98_gimsf_eficienciaenergetica_840x415

Pesquisar produtos energeticamente eficientes antes de adquiri-los é outra recomendação. Produtos que possuem o Selo Procel com nota A pelo Innmetro contribuem muito com a eficiência energética no estabelecimento. A diferença entre um aparelho com nota A e nota E chega a até 30% a mais no consumo de energia. Vale até remover os eletrônicos da tomada à noite, inclusive os em stand by – o consumo de uma televisão em stand by pode chegar a 10% do consumo total do aparelho.

Começando com estas ações, o empreendedor precisa seguir com a prática de observar de perto o consumo energético do estabelecimento. Verificando mês a mês a conta de luz, e até mesmo montando um gráfico de consumo ao longo do ano, é possível verificar a efetividade das ações e a real economia obtida.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

20 de Outubro de 2017

Turismo impulsiona o desenvolvimento de Morro Redondo

SAIBA MAIS

 

20 de Outubro de 2017

Seminário sobre a Junta Digital ocorre em Lajeado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/10/2017 12:01

Seminário Crescer Sem Medo debate mudanças do Simples Nacional

Sebrae RS Podcast 18/10/2017 16:36

Projeto Costa Doce Natureza promove rodada de negócios