Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria boas praticas EMpretec

Loading SEBRAE

Notícias

Empresas devem se planejar para pagar taxas e tributos

02/01/13

Da Redação

COMPARTILHE

Empreendedores têm até o dia 31 de janeiro para se inscrever no Simples Nacional

Priscila Mendes

Simples Nacional: agendamento realizado até 28 de dezembro passado não garante a inscrição (Foto: Banco de Imagens)

Brasília – Em todo início de ano, a cena se repete: papéis, planilhas e calculadoras tomam conta da mesa dos donos de micro e pequenas empresas. E o bom empreendedor sabe quem se planeja com antecedência sai na frente e consegue pagar tributos na data correta para evitar cobranças, além de traçar diferentes cenários de tributação, e escolher o melhor.

Os pequenos negócios podem optar, por exemplo, pelo Simples Nacional. O sistema de tributação diferenciado criado para os micro e pequenos empreendimentos reúne em uma única guia o recolhimento de seis tributos federais (IRPJ, IPI, CSLL, Cofins, PIS/Pasep e CPP), um estadual (ICMS) e um municipal (ISS).

As empresas que quiserem se submeter às regras do Simples têm dois prazos à disposição. O primeiro é para o agendamento de adesão ao sistema. Ele deve ser feito entre o primeiro dia útil de novembro (neste ano foi dia 1º) até o penúltimo dia útil de dezembro – em 2012, no dia 28. Vale lembrar que esse agendamento não garante a inscrição no Simples. Ele é muito útil para a empresa descobrir com antecedência se há alguma pendência jurídica ou fiscal para fazer a opção. Se não existir nenhum impedimento, ele automaticamente será inscrito no ano subsequente.

Caso o proprietário não faça o agendamento, mas queira se inscrever no Simples, também é possível. O prazo será o mesmo em todos os anos: no mês de janeiro até o último dia útil. Em 2013, será dia 31. Para o Microempreendedor Individual (MEI) não há uma data limite para a inscrição. A obrigatoriedade é pagar a contribuição devida mensalmente até o dia 20. Para indústria e comércio, o valor é R$ 32,10 (R$ 31,10 para a Previdência e R$ 1 para o estado). Para serviços, o MEI paga mensalmente R$ 36,10 (R$ 31,10 para a Previdência e R$ 5 para o município). O carnê de pagamento é gerado pela internet e pode ser pago em qualquer agência bancária ou lotérica.

Caso o MEI tenha um empregado, ele terá mais uma data para cumprir. O empreendedor pode ter um empregado ganhando até um salário mínimo ou o piso salarial da profissão. Ele deve preencher a Guia do FGTS e Informação à Previdência Social (GFIP), que é entregue até o dia 7 de cada mês, por meio de um sistema chamado Conectividade Social da Caixa Econômica Federal. Ao preencher e entregar a GFIP, o microempreendedor individual deve depositar o FGTS, calculado à base de 8% sobre o salário do empregado. Além disso, deverá recolher 3% desse salário para a Previdência Social.

Todas as contas necessárias para esses cálculos são feitas automaticamente pelo sistema GFIP. Em resumo, o custo total do empregado para o Microempreendedor Individual é de 11% do respectivo salário, ou R$ 59,95, se o empregado ganhar o salário mínimo. O cálculo é sempre feito pelo valor do salário multiplicado por 3% (parte do empregador) e por 8% (parte do empregado).

 

Fique por dentro

O Simples Nacional abarca os seguintes impostos: Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ); Imposto sobre Produtos Industrializados, exceto o incidente na importação (IPI); Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL); Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social, exceto a incidente na importação (Cofins); Contribuição para o Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público, exceto a incidente na importação (PIS/PASEP); Contribuição para a Seguridade Social, a cargo da pessoa jurídica (patronal), exceto as receitas dos Anexos IV e V (INSS); Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação (ICMS); Imposto sobre serviços de qualquer natureza (ISS).

Mais informações:
Assessoria de Imprensa Sebrae
(61) 2107-9300
(61) 2104-2770/2769/2766
(61) 3243-7851

imprensa@sebrae.com.br

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

15 de Dezembro de 2017

Empresas da saúde conquistam resultados com projeto do Sebrae RS

SAIBA MAIS

 

14 de Dezembro de 2017

Sebrae RS disponibiliza conteúdo online gratuito

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 15:14

Palestra traz impactos de novo sistema para pequenas empresas

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 11:48

Pizzaria se moderniza inspirada em poesia, com apoio do Sebrae