Loading SEBRAE
Loading SEBRAE

Notícias

Em 20 minutos sai a massa de pão e uma empresa

11/09/15

Da Redação

COMPARTILHE

Com o apoio do SEBRAE/RS para a formalização e gestão do negócio, Caxias do Sul terá um novo sabor à disposição

Da Redação

Pão caseiro (foto) motivou Michelsen a empreender (Foto: Arquivo pessoal)

Caxias do Sul – A partir de um atendimento dentro da Linha da Pequena Empresa, que no início de agosto estava estacionada no Centro – e estará no bairro Desvio Rizzo, na próxima semana – um novo negócio nasce na Serra Gaúcha. Só que a história que levou Miguel Michelsen a se tornar empreendedor é bem mais saborosa do que possam imaginar os apreciadores da gastronomia de qualidade e inovadora. Com a ajuda do SEBRAE/RS, a formalização de Microempreendedor Individual ocorreu em apenas 20 minutos no mesmo dia em que ele procurou as informações no ônibus de atendimento para pessoas interessadas em liderar pequenos negócios.

“Foi um primeiro passo motivador, reconheço. Só que meu desejo é crescer junto com os pães que asso e por isso aproveito as oportunidades que estão disponíveis nessa imensa casa que é o SEBRAE/RS”, resume Michelsen. Ele se refere aos cursos e capacitações que estão na agenda permanente da instituição como, por exemplo, a hora-aula de treinamento em Nota Fiscal Eletrônica. “Eu já fiz esse da nota fiscal e também uma aula sobre Acesso a Financiamentos. Os dois foram gratuitos e a partir deles já tenho um plano concreto para a panificadora estrear com segurança agora em setembro”, anima-se. A panificadora de Michelsen foi pensada para nunca perder o conceito de artesanal. Possui a meta de vender entre 60 e 70 pães ao dia para lojas de produtos naturais especiais e restaurantes ou bares com o mesmo conceito.

Empreendedor nasceu da reeducação alimentar

Outro lado interessante da história de Michelsen é a motivação para empreender. Aos 51 anos de idade e sendo forçado a entrar para a escola da reeducação alimentar por motivos de saúde e bem estar junto da família, ele descobriu os prazeres de amassar o pão e ter menos estresse em sua atividade, até então de representante comercial. “Eu sempre cozinhei e aprendi a apreciar gastronomia de qualidade. Foi nesse momento em que a vida me levou para a cozinha com outro olhar”, conta. Na sequência, Michelsen experimentou uma receita de pão caseiro, usando farinhas e grãos diferentes. “Também incrementei escolhendo gorduras de melhor qualidade e até temperos novos”, completa.

O sucesso do laboratório caseiro foi tanto que amigos, familiares e vizinhos repetiam sempre que o pão deveria ser vendido. “Hoje, tenho uma planilha de fornecedores, seus custos, receitas organizadas e testadas, ingredientes selecionados, sais, grãos, óleos, farinhas e, sobretudo, uma visão realista de começar um negócio do tamanho que pode ser sustentado com a escala e a capacidade de produção que possuo”, destaca.

Os próximos passos de Michelsen como empreendedor serão também movidos pelo aprendizado nas oficinas do SEBRAE/RS sobre boas práticas de gestão e manuseio de alimentos, rótulos e embalagens, bem como distribuição e estoque. “Está sendo uma fase de estrutura. Não quero entrar na panificadora para não durar”, finaliza.

Sobre a Linha da Pequena Empresa

Na semana entre os dias 14 e 18 de setembro, o ônibus especialmente preparado para o atendimento de empreendedores e pessoas interessadas em informações e serviços sobre pequenos negócios estará no bairro Desvio Rizzo, junto da subprefeitura. O endereço é Rua Romano Zattera, 1.100 e o horário é das 10h às 17h.

A Linha da Pequena Empresa é um projeto conjunto entre o SEBRAE/RS, a Prefeitura – por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego (SDETE), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), a Viação Santa Tereza (Visate) e o Banco do Povo ICC – Serra Operador de Microcrédito, que é um agente do Banrisul.

De acordo com o gestor da Linha junto ao SEBRAE/RS, Alcir Cardoso Meyer, a cada visitação a um bairro diferente de Caxias do Sul, os profissionais que trabalham na Linha da Pequena Empresa realizam diversos tipos de atendimentos, sendo o pedido de formalização de empresas o mais procurado. “Em três anos de projeto, já foram 6.263 atendimentos realizados no total, sendo em formalizações 2.307 de negócios entre micro e pequenas empresas e Microempreendedor Individual”, conta o gestor.

Até o final do ano, o projeto terá visitado 16 bairros de Caxias do Sul, inclusive alguns do interior.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

20 de Outubro de 2017

Turismo impulsiona o desenvolvimento de Morro Redondo

SAIBA MAIS

 

20 de Outubro de 2017

Seminário sobre a Junta Digital ocorre em Lajeado

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/10/2017 12:01

Seminário Crescer Sem Medo debate mudanças do Simples Nacional

Sebrae RS Podcast 18/10/2017 16:36

Projeto Costa Doce Natureza promove rodada de negócios