Loading SEBRAE

Mais buscados: sei CONSULTORIA Credito Boas praticas Empretec

Loading SEBRAE

Economia Criativa

Conexões criativas

Economia criativa tem potencial para conectar setores e inovar na criação de produtos e serviços

21/02/17
Amanda Paim

Amanda Paim

Gerência Setorial do Comércio e Serviços

COMPARTILHE
A área da tecnologia, que também faz parte da economia criativa, é bastante desafiadora quando conectada com outros setores.

Economia criativa é o nome que se dá aos modelos de negócios que têm como base a produção intelectual e artística para gerar produtos com valor econômico. Moda, artesanato, fotografia e design são algumas das atividades que se encaixam nessa categoria. Ela é uma área que naturalmente se conecta com diversos conhecimentos.

Pense em uma produção musical, por exemplo. Além dos artistas que compuseram e gravaram a música, para que ela chegue nas pessoas é preciso divulgação, transporte dos trabalhadores, empresas de produção de eventos para a montagem dos shows, entre tantas outras demandas. Agora, pensando o tema fora das conexões mais básicas, existe um grande potencial de inovação quando os artistas e criativos conseguem conectar seu trabalho com outros setores na criação do produto principal.

A área da tecnologia, que também faz parte da economia criativa, é bastante desafiadora quando associada a outros setores. A popularização das impressoras 3D, que constroem em resina objetos desenhados no computador, por exemplo, pode fazer com que a moda e a movelaria se reconfigurem. Já pensou como seria poder baixar um modelo de roupa e imprimi-la em casa? Ou fazer o download do projeto de uma cadeira, alterar alguns detalhes por um software e gerar quantas cópias quiser do objeto? Esse cenário pode parecer coisa de ficção científica, mas está se tornando cada vez mais real, dependendo apenas de mais tempo para que máquinas que trabalhem com outros materiais sejam vendidas amplamente.

No âmbito de produção cultural, é possível pensar novas maneiras de elaborar um guia turístico conjugando a gastronomia e o trabalho de artistas locais. Setores mais ligados às ciência exatas, como a biotecnologia e o desenvolvimento experimental de pesquisas, podem aumentar muito o seu público se mesclarem suas práticas à produção audiovisual e de conteúdo na internet.

74_1212_gcomgind_economiacriativa_conexoescriativas_840x415

A economia criativa vem sendo encarada cada vez mais como estratégica para o Brasil, principalmente em cenários de crise, já que mais de 850 mil profissionais são empregados nesse ecossistema de acordo com um levantamento da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN). Nesses momentos, pensar nas centenas de combinações possíveis dessa área pode fazer a diferença.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

19 de Setembro de 2017

Gaúchas que serão destaque no Cachaça Trade Fair 2017

SAIBA MAIS

 

18 de Setembro de 2017

Mercopar recebe inscrições para as Rodadas de Negócios até quarta-feira

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 19/09/2017 15:36

Cachaçarias gaúchas participam de feira em São Paulo

Sebrae RS Podcast 18/09/2017 11:22

Empreendedoras criam calcinha que dispensa uso de absorvente