Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI consultoria Credito BOAS PRATICAS empretec

Loading SEBRAE

Economia Criativa

Pensando o futuro

Conheça algumas tendências de mercado e consumo na Economia Criativa

28/03/17
Amanda Paim

Amanda Paim

Gerência Setorial do Comércio e Serviços

COMPARTILHE
A possibilidade de permanência de crise econômica por mais alguns anos no Brasil também fortalece a importância do setor de forma estratégica.

A Economia Criativa já se estabeleceu como um setor de relevância estratégica para o Brasil. Algumas tendências, como uma maior conexão entre diversos ramos do conhecimento têm sido valorizadas pelo mercado. Os profissionais da área cada vez mais têm feito intersecções entre suas áreas de atuação e os ramos do design, publicidade e produção audiovisual, o que mostra a importância de continuar investindo em formações cada vez mais multidisciplinares.

A possibilidade de permanência de crise econômica por mais alguns anos no Brasil também fortalece a importância do setor de forma estratégica. Ela já demonstrou ter sido a menos impactada pela crise de 2013 a 2015 de acordo com o relatório Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil do Sistema Firjan, se comparado com os outros ramos da economia. As áreas de consumo e tecnologia, em especial, podem continuar desempenhando um papel importante na contratação de funcionários e geração de renda. Produtos relacionados à Internet das Coisas, impressão 3D e dispositivos tecnológicos vestíveis, os wearables, como óculos inteligentes e dispositivos que acompanham sinais vitais para a prática de esportes são alguns exemplos das novidades que movimentam o setor.

69_1215_gcomgind_economiacriativa_tendenciasmercado_840x415
Na área de consumo, mídias e cultural, é possível notar o esforço para que os conhecimentos especializados sejam traduzidos de forma mais simples para os clientes por meio do fortalecimento da marca e geração de conteúdo próprio em redes sociais. Já no campo da Tecnologia da Informação e Biotecnologia, os altos índices de empregabilidade dos profissionais têm forte chance de se manter, um resultado da inserção cada vez mais rápida dos elementos tecnológicos nas rotinas das pessoas. De acordo com a Firjan, os técnicos da área tiveram um aumento nos índices de contratação em uma média de 6% nos últimos dois anos, enquanto vários outros setores tiveram decréscimos.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

21 de Agosto de 2017

As pessoas de uma empresa são parte fundamental dos negócios

SAIBA MAIS

 

21 de Agosto de 2017

Estande coletivo apresenta novidades de empreendedores gaúchos na Expoagas

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 21/08/2017 10:05

Tour da Moda leva varejistas a visitas técnicas em São Paulo

Sebrae RS Podcast 17/08/2017 16:25

Salão do Empreendedor ocorre durante a Expointer