Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI CONSULTORIA Credito Boas praticas Empretec

Loading SEBRAE

Economia Criativa

Crescer desenvolvendo

Como ter escala e replicabilidade em negócios de impacto social de sucesso?

21/02/17
Amanda Paim

Amanda Paim

Gerência Setorial do Comércio e Serviços

COMPARTILHE
Se o modelo de negócio for muito restritivo e sem possibilidades de adaptações, há grande chances de não ser escalável e nem replicável

Além de se propor a resolver um problema social de populações de baixa renda, os negócios de impacto social precisam apresentar as possibilidades de serem escaláveis e replicáveis. A escalabilidade significa que o negócio está preparado para crescer. Já a replicabilidade quer dizer que o modelo de trabalho tem condições se ser instalado em outros cenários com facilidade e bom desempenho.

O coordenador de projetos de aceleração da Artemisia Fábio Sato explica que muito do necessário para atingir esses pontos está relacionado com a personalidade dos empreendedores responsáveis pelo projeto. Fatores como organização, padronização e busca de parceiros e de novas tecnologias são essenciais.

– É necessário estar sempre numa postura de buscar soluções escaláveis – pontua Sato.

Para atingir a escalabilidade o projeto da empresa deve ter sido desenhado de forma consistente, prevendo que os recursos podem não estar disponíveis em outros ambientes. Ele cita o fato de que não é fácil, por exemplo, tirar uma empresa do Sul do Brasil e instalá-la no Nordeste. Questões como clima, geopolítica, regulamentações e hábitos de consumo precisam ser levados em conta. Se o modelo de negócio for muito restritivo e sem possibilidades de adaptações, há grande chances de não ser escalável e nem replicável.

76_1213_gcomgind_economiacriativa_impactosocialescala_840x415

Uma dica que pode ajudar os empreendedores é acertar muito bem o modelo de negócio. Testar exaustivamente as ideias propostas e ir reajustando o modelo de negócio são alguns dos passos mais importante antes de sair replicando o formato da empresa.

– O desafio de escalar é grande, mas é preciso lembrar que, infelizmente, no Brasil ainda temos muitos problemas sociais. São muitos os campos de atuação possíveis e que precisam ser explorados. – salienta.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

19 de Setembro de 2017

Gaúchas que serão destaque no Cachaça Trade Fair 2017

SAIBA MAIS

 

18 de Setembro de 2017

Mercopar recebe inscrições para as Rodadas de Negócios até quarta-feira

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 19/09/2017 15:36

Cachaçarias gaúchas participam de feira em São Paulo

Sebrae RS Podcast 18/09/2017 11:22

Empreendedoras criam calcinha que dispensa uso de absorvente