Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei Consultoria boas praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Dólar fecha estável, com incertezas na zona do euro

25/06/12

Da Redação

COMPARTILHE
Fonte: Portal G1

 

São Paulo – O dólar fechou praticamente estável nesta segunda-feira (25/06), com investidores divididos entre as incertezas do cenário externo e a possibilidade de atuação do banco central no câmbio.

A moeda operou em alta durante todo o pregão, mas reduziu os ganhos próximo ao final dos negócios, fechando com ligeira alta de 0,06 por cento, cotada a 2,0660 reais na venda.

O dólar encerrou perto da mínima do dia, de 2,0645 reais. A máxima foi de 2,0790 reais.

Segundo operadores, os investidores seguem cautelosos e sem fazer grandes apostas em meio aos temores de que a cúpula da União Europeia (UE), que ocorre esta semana, não resulte em medidas efetivas para combater a crise na região.

“Os problemas são os mesmos e conhecidos. Não sabemos se será dado mais dinheiro ou não para ajudar os países da zona do euro, e há uma retração em vários mercados, inclusiva na China. Com isso, o mercado aqui seguiu um pouco ‘de lado’. Os investidores estão mais cautelosos, está todo mundo preocupado”, avaliou o diretor de câmbio da Pioneer Corretora, João Medeiros.

No cenário externo, a aversão ao risco voltou a aumentar nesta segunda-feira, com as bolsas registrando fortes quedas, com a visão de que a cúpula da UE, que começa na quinta-feira, não deve apresentar medidas efetivas para impedir uma deterioração da crise da dívida na zona do euro.

A chanceler alemã, Angela Merkel, já afirmou nesta segunda-feira que a responsabilidade compartilhada da dívida com a zona do euro é “econômica errada” e “contraproducente”, e se mostrou preocupada de que esse seja o foco da cúpula.

A Espanha também pediu formalmente nesta segunda-feira ajuda europeia para seus bancos, mas sem detalhes sobre o valor de quanto, de fato, o país precisará. O mesmo fez o Chipre, também oficializando um pedido de resgate.

Para Medeiros, com as incertezas no exterior, ainda pode ocorrer uma pressão de alta sobre o dólar. No entanto, ele diz acreditar que o mercado ainda segue atento a uma possível atuação do Banco Central, apesar de isso não acontecer por dez sessões seguidas.

Um economista, que prefere não ser identificado, citou que o mercado externo serve de bússola na maior parte do dia.

“O cenário externo mais preocupante acaba influenciando na valorização do dólar ante outras moedas. Acho que é mais essa aversão ao risco mesmo”, avaliou.

Às 17h23 (horário de Brasília), o dólar tinha alta de 0,24 por cento ante uma cesta de divisas, enquanto o euro caía 0,40 por cento ante o dólar.

No entanto, a fonte destacou ainda que investidores seguiam de olho na possibilidade de intervenção do BC, o que não ocorreu e pode ter ajudado a moeda a reduzir ganhos.

Para ele, o BC segue atento ao fluxo e também pode voltar no caso de uma alta maior da moeda norte-americana.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde

Sebrae RS Podcast 16/04/2018 16:45

Missão empresarial participa de feira industrial Alemanha