Loading SEBRAE

Mais buscados: Sei CREDITO mei Consultoria Boas Praticas

Loading SEBRAE

Notícias

Superintendente cumpre agenda no Vale do Rio Pardo

09/09/15

Da Redação

COMPARTILHE

Derly Fialho participou da solenidade em Rio Pardo e realizou palestra em Santa Cruz do Sul

Da Redação

Prefeito de Rio Pardo recebeu o certificado entregue pelo Superintendente do SEBRAE/RS (ao centro, de óculos). (Foto: Divulgação)

Rio Pardo – O diretor-superintendente do SEBRAE/RS, Derly Fialho, cumpriu agenda nesta semana no Interior do Estado. Nesta quarta-feira, 9, ele participou da entrega do certificado de implementação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) em Rio Pardo. Na noite de terça-feira, proferiu a palestra “Empreendedorismo e Desenvolvimento”, na sede do Sindilojas Vale do Rio Pardo, em Santa Cruz do Sul.

Nesta quarta-feira, foi entregue a certificação que oficializa a implementação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) – Lei nº 123/2006 – no município de Rio Pardo. Ela oportuniza diversos benefícios para os pequenos negócios, principalmente na geração de empregos e renda, fortalecendo assim as micros e pequenas empresas.

A entrega do certificado foi feita ao prefeito Fernando Schwanke por Derly Fialho, que parabenizou o município pelo trabalho realizado. “A implementação desta Lei é uma tarefa que todos nós do SEBRAE estamos empenhados no Brasil. Queremos que todos os municípios tenham a possiblidade de implementar uma legislação que é tão importante para os pequenos empreendedores”, afirmou. Fialho ressaltou que as MPEs são fundamentais para o desenvolvimento do município e que a Lei Geral traz benefícios às empresas nas compras realizadas pela Prefeitura e na desburocratização. Segundo a Gerente do SEBRAE/RS no Vale do Rio Pardo e do Taquari, Liane Klein, essa certificação é uma forma de dar visibilidade à comunidade do trabalho que o município vem realizando.

A cidade está se destacando por seu empenho em promover o desenvolvimento econômico a partir das micro e pequenas empresas. Uma dessas formas de valorização se deve ao fato, segundo o secretário Municipal do Planejamento Indústria e Comércio, Adolfo Menezes, de o município empenhar 83% de licitações para pequenos negócios. O município, que tem uma população de 37.395 pessoas, conta com 1.539 empresas, desta, 698 são Microempreendedores Individuais (MEIs), 634 Microempresas e 81 empreendimentos de pequeno porte. Ou seja, 91,80% dos empreendimentos da cidade são MPEs. De acordo com Menezes, mais importante do que a lei é a aplicação efetiva e os benefícios que ela pode proporcionar para a econômica da região. “O próximo passo é apoiar a qualificação dos empresários para participar cada vez mais dos processos licitatórios, juntamente com o SEBRAE/RS”, disse o secretário.

Para o prefeito de Rio Pardo, Fernando Schwanke, é uma alegria poder implementar a Lei nº 123/2006 no município. “Estamos felizes em proporcionar mais esse recurso aos empreendedores rio-pardenses. Isso é um marco importante e mostra a valorização que nós queremos dar”, destacou. O executivo municipal deve promover cursos de capacitação e convidar inicialmente cerca de 80 micro e pequenas empresa que já participaram de concorrência públicas no município.

Santa Cruz do Sul

Derly Fialho falou aos empreendedores de Santa Cruz do Sul (Foto: Sandro Viana)

Na noite de terça-feira, o diretor-superintendente do SEBRAE/RS proferiu a palestra “Empreendedorismo e Desenvolvimento” para empresários associados e não associados do Sindilojas Vale do Rio Pardo, cuja sede fica em Santa Cruz do Sul. Fialho explicou o que é e como se dá o empreendedorismo, além de citar grandes nomes de empreendedores como o fundador da Apple, Steve Jobs, entre outros. De acordo com o diretor, o empreendedorismo é o estado de atenção às oportunidades que geram ganhos privados. “Portanto, pequenos negócios podem produzir grandes oportunidades para pessoas e comunidades”.

Segundo ele, os pequenos negócios na economia brasileira, cerca de 8,9 milhões de micro e pequenas empresas, representam 27% do PIB do país, geram 52% dos empregos com carteira assinada e 40% dos salários pagos. “Observem que são as pequenas empresas que dão vida às cidades”, argumentou Fialho. Como exemplo, ele citou a encomenda de uma pizza à noite: “A pizzaria, pequena empresa, pede para outra pequena empresa, de motoboys, para entregar a pizza na sua casa”, explicou.

Fialho ressaltou que praticamente não existem políticas para incentivar o empreendedorismo no Brasil. “O desafio hoje é aumentar a competitividade e a produtividade, mas é necessário apoio”. Para ele, é preciso educar, treinar e transformar para desenvolver o País. “Toda a pessoa treinada desenvolve um talento e todo o talento pode ser potencializado. E é isso que faz a diferença”.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

18 de Abril de 2018

Sebrae RS promove rodada de negócios na 13ª Envase Brasil

SAIBA MAIS

 

18 de Abril de 2018

Sala do Empreendedor de Torres estipula metas para diminuir burocracia

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 17/04/2018 17:07

Sebrae lança projeto para apoiar MPEs na área da saúde

Sebrae RS Podcast 16/04/2018 16:45

Missão empresarial participa de feira industrial Alemanha