Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI CONSULTORIA Credito Boas Praticas Empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Criadores de gado de corte são certificados pelo BPA

04/06/13

Da Redação

COMPARTILHE

Programa Boas Práticas Agropecuárias atestou sete propriedades da região dos Campos de Cima da Serra

Da Redação

Vacaria – Sete propriedades criadoras de gado de corte nos Campos de Cima da Serra foram as primeiras da região Sul do País a receber atestados de adequação ao programa de Boas Práticas Agropecuárias (BPA), desenvolvido no Estado pela Embrapa, em parceria com a Emater, Senar, Federacite, Ufrgs e SEBRAE/RS. A Aproccima (Associação dos Produtores Rurais dos Campos de Cima da Serra) também integra a ação que teve início em 2009.

Os empreendimentos rurais certificados participam do projeto Desenvolver a Bovinocultura de Corte na Serra Gaúcha, realizado por meio do Programa Juntos para Competir, parceria do SEBRAE/RS, Farsul e Senar. O projeto capacita as empresas rurais com foco em melhoria das ferramentas de gestão, capacitação técnica e comercialização de seus produtos. As propriedades que receberam os certificados, válidos por 2 anos, possuem diferentes especialidades (carne, genética, confinamento). São elas: Fazenda Clarice, Cabanha Santa Lucia, Cabanha do Capão Alto, Cabanha Sobradinho, Fazenda Três Pinheiros, Fazenda Pedras Brancas e Fazenda Vista Alegre, localizadas nos municípios de Vacaria, André da Rocha, Campestre da Serra e Bom Jesus.

As Boas Práticas Agropecuárias consistem em um conjunto de normas e procedimentos a serem observados para tornar os sistemas de produção mais eficientes e sustentáveis. Envolvem 11 pontos de controle e 129 itens que fazem parte de uma lista de verificação, compreendendo requisitos de gestão, sanidade, ambientais e trabalhistas, entre outros.

A partir de um diagnóstico realizado nas propriedades para identificar as melhorias necessárias, os produtores contaram com assistência técnica, capacitações e a incorporação de procedimentos e tecnologias em BPA para a adequação dos sistemas de produção. Conforme o índice de conformidade com os itens obrigatórios, recomendáveis e altamente recomendáveis, as propriedades são enquadradas nas categorias Bronze, Prata ou Ouro.

Para o presidente do SEBRAE/RS, Vitor Augusto Koch, esta ação é muito importante, pois “a incorporação das BPA à rotina das propriedades traz ganhos fundamentais, sendo um passo decisivo para a certificação e a formação de alianças mercadológicas”.

O presidente da Aproccima, Carlos Simm, ressalta que as cadeias produtivas precisam estar organizadas e ter todos os elos fortes, por isso a associação está exigindo as boas práticas dos frigoríficos e levando o Programa de Alimento Seguro para o varejo. “A carne com qualidade chega ao consumidor porque cada um fez a sua parte”, salienta. Ele lembra que a implantação das BPAs não foi fácil, foram muitos os desafios, “mas hoje estamos colhendo o que plantamos, estamos evoluindo e fazendo a diferença e não vamos parar por aqui”.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

19 de Setembro de 2017

Gaúchas que serão destaque no Cachaça Trade Fair 2017

SAIBA MAIS

 

18 de Setembro de 2017

Mercopar recebe inscrições para as Rodadas de Negócios até quarta-feira

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 19/09/2017 15:36

Cachaçarias gaúchas participam de feira em São Paulo

Sebrae RS Podcast 18/09/2017 11:22

Empreendedoras criam calcinha que dispensa uso de absorvente