Loading SEBRAE

Mais buscados: sei consultoria Credito Boas Praticas Empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Cresce otimismo entre as micro e pequenas empresas

20/06/13

Da Redação

COMPARTILHE

Índice de Confiança dos Pequenos Negócios de maio registra aumento de 3,6% se comparado ao mesmo mês de 2012

Alessandra Pires

egundo a pesquisa, o ICPN fechou em 116 (Foto: Banco de Imagens)

Brasília – Os donos dos pequenos negócios estão mais confiantes nos rumos da economia. Esse otimismo é comprovado pelo último resultado do Índice de Confiança dos Pequenos Negócios (ICPN), estudo realizado mensalmente pelo Sebrae. Em maio deste ano, segundo a pesquisa, o ICPN fechou em 116, um crescimento de 3,6% quando comparado ao índice de 112 registrado no mesmo período em 2012.

“O recorde no volume de crédito e o aumento na renda média dos trabalhadores tiveram um papel fundamental para esse crescimento da confiança dos donos dos pequenos negócios”, destaca o presidente do Sebrae, Luiz Barretto. Os microempreendedores individuais (MEI) – aqueles com faturamento de até R$ 60 mil por ano e com no máximo um empregado – e o setor da construção são os mais confiantes nesse crescimento econômico. Eles apresentaram, respectivamente, um ICPN de 118 e 120. Quando analisado o resultado por região, o empresariado de estados do Norte foram os que demonstraram maior otimismo em maio.

O mais recente Índice de Confiança dos Pequenos Negócios também aponta uma expansão do faturamento e das contratações pelas micro e pequenas empresas. De acordo com a pesquisa do Sebrae, o nível de atividade dos pequenos negócios teve um aumento de 19% se comparado com janeiro deste ano e de 10% se comparado com abril do ano passado. Para os próximos meses, a expectativa de 91% dos entrevistados é de aumento ou estabilidade do faturamento. Os setores que se mostraram mais confiantes foram os de Comércio e Serviços e as regiões onde maior número de micro e pequenas empresas espera ampliar seus negócios foram Nordeste e Sul.

O ICPN é medido em uma escala que varia de 0 a 200. Acima de 100, o indicador aponta tendência de expansão das atividades, enquanto abaixo desse valor direciona para possível retração. A pesquisa abrange amostra de 5,6 mil empreendimentos de todos os setores – Indústria, Comércio, Serviços e Construção Civil -, entre microempreendedores individuais, microempresas (que faturam entre R$ 60 mil e R$ 360 mil por ano) e negócios de pequeno porte (com faturamento bruto anual entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões).

 

Mais informações:
Assessoria de Imprensa Sebrae
(61) 2107-9300
(61) 2104-2770/2769/2766
(61) 3243-7851

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

22 de Setembro de 2017

Salão da Inovação será destaque na Mercopar

SAIBA MAIS

 

21 de Setembro de 2017

Doces de Pelotas no cardápio da 25ª Avaliação Nacional de Vinhos

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 22/09/2017 09:32

Doces de Pelotas serão servidos na Avaliação Nacional de Vinhos

Sebrae RS Podcast 21/09/2017 11:32

Encontro em Santa Maria busca soluções digitais para a educação