Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria Boas Praticas EMpretec

Loading SEBRAE

Pecuária de Corte

>
Selo de garantia

Certificações garantem a qualidade e valorizam carne bovina na gôndola

12/01/17
Roberto Grecellé

Roberto Grecellé

Coordenador estadual de pecuária de corte do SEBRAE RS.

COMPARTILHE
No Rio Grande do Sul, uma das certificações é a do Selo Carne do Pampa Gaúcho, identificação geográfica reconhecida pelo INPI.

A tradição de nomear as carnes bovinas apenas pelos cortes tem mudado com a consolidação dos programas de certificação dos produtos. Já não é tão estranho buscar por um legítimo Angus ou Hereford, identificados pelos selos oficiais das associações de criadores, por exemplo.

Nesses casos, mais do que sinalizar a raça do animal, as certificações garantem que o produto seguiu altos padrões de qualidade desde a criação até o manuseio no frigorífico. Há também os registros de identificação geográfica, fornecidos pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), que identificam produtos oriundos de diferentes regiões, seguindo também processos pré-determinados.

No Rio Grande do Sul, por exemplo, desde 2006 criadores classificam seus produtos com o Selo Carne do Pampa Gaúcho, conferido pelo INPI e solicitado pela Associação dos Produtores de Carne do Pampa Gaúcho da Campanha Meridional (Apropampa). Atualmente, cerca de 140 produtores estão cadastrados no site como habilitados para participar do programa.

113_gagro_bovino_qualidade_revisado_840x415

As instituições que organizam a certificação estabelecem regras que precisam ser seguidas pelos pecuaristas, a fim de obter o selo do INPI. A Apropampa, por exemplo, autoriza que possam ser utilizados apenas animais das raças Angus e Hereford ou cruzas delas, que estejam na área do Pampa determinada geograficamente, sejam mantidos livres todo o ano e se alimentem de pastagens nativas ou plantadas. A ideia é atingir o consumidor disposto a pagar mais por uma carne de qualidade, produzida de acordo com princípios de bem-estar animal e respeitando o ambiente natural do Pampa Gaúcho.

O Programa Juntos para Competir, parceria de FARSUL, SENAR-RS E SEBRAE RS, estimula o produtor a avaliar o desenvolvimento de “programas de valorização de carnes”, apresentando-os aos criadores como opção de agregar valor à produção pecuária. Na hora de decidir sobre certificar o produto, o produtor deve considerar os custos envolvidos, que variam em cada selo, e também vantagens econômicas oriundas da valorização do produto – os programas costumam contar com tabelas de bonificação para animais que se encaixam na certificação.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Notícias

20 de Novembro de 2017

Empresas são desafiadas a propor soluções para a indústria

SAIBA MAIS

 

20 de Novembro de 2017

SEBRAE RS promove empreendedorismo jovem em Santana do Livramento

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 20/11/2017 15:42

SEBRAE promove rodada de negócios em Passo Fundo

Sebrae RS Podcast 17/11/2017 18:31

Sebrae promove seminário sobre gestão de pessoas nos negócios