Loading SEBRAE

Mais buscados: SEI CONSULTORIA Credito Boas Praticas Empretec

Loading SEBRAE

Notícias

Azeite de oliva como protagonista

Professora e alunos da Gastronomia da UFCSPA ofereceram degustação de pratos em que o produto aparece como ingrediente principal

30/08/17

Da Redação

COMPARTILHE

Esteio – Azeite de oliva como protagonista. Assim Isabel Kasper Machado, professora de Gastronomia da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), define o uso do produto na gastronomia. A palestra foi uma das atrações da Arena do Conhecimento no Salão do Empreendedor, na Expointer.

Após a palestra houve degustação de produtos tendo o azeite de oliva como principal ingrediente (Foto: Giovani Vieira)

Segundo Isabel, as pessoas acreditam no mito de que o azeite de oliva não é bom quando aquecido. “O azeite de oliva é muito adequado para o cozimento, inclusive aguentando altas temperaturas por mais tempo quando comparados a outros tipos de azeite”, revela. A professora ainda ressalta que estudos estão sendo feitos também com a folha da oliveira, para que o produtor tenha mais um nicho e aproveite melhor esta cultura. “As folhas são tanto ou mais oxidantes do que o próprio azeite”, diz Isabel.

No geral, muitos azeites de oliva consumidos atualmente não são de boa qualidade. “Azeites com defeito não podem ser extra virgem”, atenta Isabel, lembrando que os produzidos no Rio Grande do Sul são de ótima qualidade e oferecem frescor aos consumidores, pois o tempo de produção e transporte é consideravelmente menor que os importados. De acordo com a professora, os produtores do Estado estão estudando e se especializando para oferecer um bom produto.

Após a breve palestra, houve uma degustação de produtos tendo o azeite de oliva como principal ingrediente. Tanto em pratos salgados quanto em doces, o produto pode fazer a diferença e oferecer uma experiência gastronômica diferenciada aos consumidores. Todos os pratos foram feitos e alguns, inclusive, criados, pelos alunos da UFCSPA.

Azeite para degustar

Ao final da tarde, a somellier Maria Beatriz Dal Pont presenteou o público com informações e uma deliciosa degustação de azeites. “No Brasil ainda não temos uma cultura do azeite, é um mercado recente que vem atraindo produtores gaúchos e ocupando as prateleiras dos mercados” – comentou a especialista. Hoje, no Rio Grande do Sul, existem cerca de 180 produtores de azeitonas e 17 destes também fazem azeite. “O mais importante na hora de escolhermos o azeite é cuidarmos a data do envaso. Quanto mais jovem for o produto, mais vivas estarão as suas qualidades. E lembrando, a acidez adequada deve ser de no máximo 0,8%” – explicou Maria Beatriz. Ao final do bate-papo, o público pode conhecer e experimentar diversos azeites gaúchos – “Eu conhecia superficialmente o assunto. Achava que não era possível esquentar o azeite para cozinhar, hoje vi que é possível. Fiquei surpresa com a quantidade de produtores de azeite gaúchos” – disse Maria Irene, 60 anos. 

Todas as atividades são gratuitas e podem ser conferidas no Salão do Empreendedor Digital.

Salão do Empreendedor
O Salão do Empreendedor é uma iniciativa da FARSUL, do SENAR-RS e do SEBRAE/RS, através do programa Juntos para Competir, com parceria da Fecomércio/Senac-RS, SENAI-RS e apoio da Embrapa por meio das unidades Pecuária Sul, Uva e Vinho e Clima Temperado. Nesta edição da Expointer, considerada uma das principais feiras do setor agropecuário na América Latina, o Salão do Empreendedor tem sua programação orientada a partir dos sete segmentos selecionados por seu potencial de desenvolvimento no Rio Grande do Sul: Apicultura, Horticultura, Olivicultura, Ovinocultura, Pecuária de Corte, Leite e Vitivinicultura. Neste ano, todo conteúdo, atividades e atrações interativas proporcionados pelo Salão do Empreendedor estão relacionadas à ideia de mostrar as principais cadeias produtivas do Rio Grande do Sul com a perspectiva ‘do campo à mesa’. Dessa forma, o público conseguirá perceber a conexão do que é fornecido pelos produtores rurais, passando pelos meios de processamento até a oferta ao consumidor.

Com a inclusão da Fecomércio/Senac-RS, do Senai-RS e da Embrapa (apoio) ao grupo de entidades responsáveis pela organização do espaço e das atividades, o Salão torna-se mais completo. “A grande ideia é mostrar como se faz e o que está envolvido na produção de itens do dia a dia – detalhando cuidados, técnicas e tecnologia – e, claro, além disso, gerar oportunidades de negócios”, diz o presidente do Sistema Farsul e do Conselho Deliberativo Estadual do SEBRAE/RS, Carlos Rivaci Sperotto.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

19 de Setembro de 2017

Gaúchas que serão destaque no Cachaça Trade Fair 2017

SAIBA MAIS

 

18 de Setembro de 2017

Mercopar recebe inscrições para as Rodadas de Negócios até quarta-feira

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 19/09/2017 15:36

Cachaçarias gaúchas participam de feira em São Paulo

Sebrae RS Podcast 18/09/2017 11:22

Empreendedoras criam calcinha que dispensa uso de absorvente