Loading SEBRAE

Mais buscados: sei credito consultoria boas praticas empretec

Loading SEBRAE

Notícias

A presença de Canoas na REDESIM

23/12/15

Da Redação

COMPARTILHE

Pequenos negócios são beneficiados com menos burocracia e transparência

Da Redação

O gerente de Políticas Públicas do SEBRAE/RS (no púlpito) participou do evento em Canoas (Foto: Divulgação)

Canoas – Um estímulo a mais para o empreendedorismo canoense. A partir dessa segunda quinzena de dezembro, a prefeitura municipal já está integralmente operando na chamada REDESIM – Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios. Isso significa que os empreendedores de Canoas possuem à disposição o sistema que facilita os processos para o registro e a legalização de empresas. A oficialização da integração ocorreu na sede do Escritório do Empreendedor, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE).

Para que fosse viabilizada a integração de Canoas à REDESIM, assim como em outros municípios gaúchos, o SEBRAE/RS, em parceria com a Junta Comercial do Rio Grande do Grande do Sul (Jucergs), envolve-se de maneira bastante intensa no sentido de auxiliar os gestores locais a agilizar os processos. “No caso de Canoas, a atuação foi coordenada com o Escritório do Empreendedor, espaço onde estão centralizados os serviços de diferentes órgãos da prefeitura aos empresários. Inclusive, Canoas implementou a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas em 2013. Agora, a REDESIM veio ao encontro de toda a estrutura e dinâmica dos gestores municipais”, comenta Paula Nicolini, a gestora de políticas públicas da Região Metropolitana do SEBRAE/RS.

Conforme as palavras do presidente da Jucergs, Paulo Roberto Kopschina, “o Escritório do Empreendedor tem sido modelo de atendimento para muitas cidades do Estado e Canoas está de parabéns pelo esforço em manter os serviços com qualidade e produtividade”, destacou. Na ocasião da oficialização de Canoas à REDESIM, estavam presentes, também, o gerente de Políticas Públicas do SEBRAE/RS, Alessandro Machado, e o gerente regional do SEBRAE/RS Vales do Caí e Paranhana, Marco Copetti.

O prefeito, Jairo Jorge, destacou que o poder público tem o papel, cada vez mais importante, de efetivar políticas que quebrem a burocracia, proporcionem a transparência e estimulem o empreendedorismo (que significa a busca de novas oportunidades e de novos mercados). “A REDESIM veio para somar a desburocratização dos serviços já consolidado na cidade por meio do Escritório do Empreendedor”.
A cerimônia contou ainda com as presenças da vice-prefeita, Beth Colombo; o representante da Câmara Municipal de Canoas, vereador Ivo Fiorotti; o secretário geral da Jucergs, José Tadeu Jacoby; representantes da Receita Federal, Benito Panini e Maria Angélica; diretor executivo do Portosol, Cristiano Mross e o presidente do Sindilojas, Denério Neumann.

Uma cidade empreendedora

O município de Canoas conta, atualmente, com mais de 10 mil micro e pequenas empresas, 24 mil empresas e mais de 10 mil Empreendedores Individuais. De janeiro a novembro de 2014, o Município constituiu 1.624 novos negócios, no mesmo período deste ano, foram 2.050, significando um aumento de 24%.

Os benefícios para as micro e pequenas empresas são uma realidade. A emissão do Alvará de Localização, por exemplo, é feita sem a necessidade de vistoria prévia de atividades para os empreendimentos classificados de baixo, médio-baixo e médio impacto urbano ambiental (exemplo: salão beleza, escritório; oficina mecânica, lojas de vestuário; lavanderia e tinturaria) e de pequeno porte, que são empresas com extensão de até 250 metros quadrados de acordo com a legislação do Plano Diretor Urbano Ambiental vigente.

Em todo o Rio Grande do Sul, 41 municípios já estão integrados à REDESIM. Até o momento, foram mais de 3,5 mil consultas de viabilidade e 550 empresas foram formalizadas pelo novo sistema.

A REDESIM

A Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios foi instituída pela Lei nº 11.598/2007 e atualmente está vinculada à Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE).

Benefícios para o município:
• Base de dados centralizada e compartilhada;
• Incremento dos impostos municipais, através do aumento de formalização de empresas;
• Redução do custo operacional das partes envolvidas;
• Maior desenvolvimento do município.

Benefícios para o usuário:
• Entrada única de dados cadastrais e documentos;
• Redução do tempo para registro e legalização de empresas;
• Extinção da duplicidade de exigências;
• Redução da burocracia através da modernização da gestão municipal;
• Durante o processo de legalização de empresas, a informação é que circulará e não mais o cidadão.

COMPARTILHE
ESTE CONTEÚDO FOI ÚTIL PARA VOCÊ?

Siga o SEBRAE RS

Notícias

15 de Dezembro de 2017

Empresas da saúde conquistam resultados com projeto do Sebrae RS

SAIBA MAIS

 

14 de Dezembro de 2017

Sebrae RS disponibiliza conteúdo online gratuito

SAIBA MAIS

Vídeos

Ouça o podcast do SEBRAE

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 15:14

Palestra traz impactos de novo sistema para pequenas empresas

Sebrae RS Podcast 15/12/2017 11:48

Pizzaria se moderniza inspirada em poesia, com apoio do Sebrae